Poesia, Refletindo

Precisâncias

Precisâncias

Procura-se Amantes de Todos os Tipos.

Interessados enviar email para maisamorcomatitude@mudanças.com.br

Beijos Restauradores

Olivia

Advertisements
Standard
LookDoDia

FLOPPY HAT

O floppy hat é uma acessório que voltou com tudo, graças a onda boho chic étnica que invadiu não só os grandes festivais de música, que tem particamente como “dress code” o estilo boho hippie, mas também todas as estações do ano. De inverno a verão você vê a mulherada montando produções com esse tipo de chapéu. Não há dúvida de que os Floppy Hats são hit no mundo todo, e apareceram não só nas passarelas da Yvés Saint Laurent, como também na novela das oito com Cléo Pires, e nos blogs mais antenados de street style mundo afora.

O que acredito ser o grande diferencial dele é a possibilidade de usar em inúmeras ocasiões e estações. Ele vai bem no outono, na primavera, no inverno e no verão, vai bem com short saia, top, cropeed, bata, calça de couro, sobretudo, trench coat, pashmina, bota, sandália, chinelo…..ufa! tudo!

Eu só não entendo porque nós brasileiras não temos o hábito lindo, chique e saudável de usar chapéus, já que o sol dos trópicos é o mais prejudicial possível para a nossa pele. Basta assistir a qualquer novela de época, ou revirar os álbuns de família para lembrar que nem sempre foi assim. Eu apesar dos olhares achando que sou um et, uso muito, sempre usei. E ai? Vai aderir? Nem que seja por saúde, deveria!

FLOPPYHAT-5

FLOPPYHAT-4

FLOPPYHAT-3

FLOPPYHAT-2

FLOPPYHAT-9

FLOPPYHAT-6

FLOPPYHAT-7

FLOPPYHAT-10

FLOPPYHAT-11

FLOPPYHAT-8

FLOPPYHAT-12

FLOPPYHAT-13

FLOPPYHAT-17

FLOPPYHAT-14

FLOPPYHAT-15

FLOPPYHAT-18

FLOPPYHAT-19

FLOPPYHAT-24

FLOPPYHAT-21

FLOPPYHAT-23

FLOPPYHAT-22

FLOPPYHAT-25

FLOPPYHAT

FLOPPYHAT-27

FLOPPYHAT-26

FLOPPYHAT-29

FLOPPYHAT-28

FLOPPYHAT-20

FLOPPYHAT-16

Chapéu: Comprei da Austrália em 2004| Body:Amora Boutique| Calça: FARM|Bolsa: Gucci|Sandália: Schutz

Beijos Perfumados

Olivia

Standard
Exposição, Semente, Uncategorized

Revolução Fashion

Chocada com a notícia sobre a confecção de roupa que desabou em Bangladesh no ano passado, que matou mais de mil pessoas e deixou outras 2.000 feridas,fiquei acompanhando por um tempo as notícias. E entre tantas discussão que se levantaram na época sobre condições de trabalho, trabalho escravo e etc…um movimento me chamou a atenção. O Fashion Revolution Day surgiu com a prosposta de gerar uma reconexão com as nossas roupas a partir de uma pergunta: “Quem fez e de onde vem a roupa que estamos usando? Levantando assim um grande questionamento sobre a cadeia de produção da indústria da moda. Por exemplo, você sabia que POR DIA só no centro da cidade de São Paulo são gerados mais de 50 toneladas de lixo têxteis? Pois é, um dado alarmante. Sem falar em trabalho escravo, infantil, desumano e por aí vai

image

Por isso fiquei realmente feliz quando soube que o movimento será lançado hoje na SP.ECOERA, uma feira que reuni projetos, marcas, empresas do universo da moda, design e beleza.

A questão que permeia essa edição é: como podemos usar a moda a nosso favor.

image

Mas tem muitas outras coisa interessantíssimas e que vale a visita pra quem estiver por aqui. E para quem não estiver, mas quiser saber mais sobre o assunto pode acessar o site SerSustentavelComEstilo.com.br ou o site do FRD aqui.

image

Beijos Conscientes

Olivia

Standard
Poesia, Refletindo

Solidariedade

A solidariedade nasce da dor e não da alegria. Todos se sentem mais próximos daqueles com quem compartilham um momento difícil do que os outros, com os quais tiveram algo feliz. A infelicidade é fonte de solidariedade e de união, enquanto a felicidade separa. Por quê? Porque, por ocasião de um triunfo comum, cada um se sente lesado em seu mérito particular. Cada um imagina ter sido o único autor do sucesso comum. Quantas famílias não se dividem na hora da herança? Quantos grupos de rock’n roll não permanecem ligados…até o sucesso? Quantos movimentos políticos não explorem quando conquistam o poder? Etimologicamente, a palavra “simpatia”, aliás, vem de sun pathein, que significa “sofrer com”. Da mesma maneira, “compaixão” saiu do latim cum patior, significando, igualmente, “sofrer com”. É imaginando o sofrimento dos mártires do seu grupo de referência que se pode, por um momento, deixar a insuportável individualidade. É na lembrança de um calvário vivenciado em comum que residem a coesão e a força de um grupo.

Fonte: O Império das Formigas- Volume 2(O Dia das Formigas)_Bernard Werber_ Editora Bertrand Brasil, 2008; pág.262

Standard
Arte, Inspirações, Refletindo, Utilidade Pública

Achados Fashions

because-who-is-perfect-by-proinfirmis-header

Atitudes e iniciativas que fazem a diferença no mundo, muiiito me agrada. Aqueles que constestam os padrões da sociedade de forma alternativa, com amor e arte me encantam de verdade. É assim que aconteceu quando descobri sobre o projeto/campanha chamada BECAUSE WHO IS PERFECT? GET CLOSER (“Porque quem é perfeito? Chegue perto”) de manequins construídas a partir de pessoas reais e especiais.

get closer-01

 

A iniciativa foi de um ong chamada Pro Infirmis, que surpreendeu as pessoas que passavam nas ruas e viam as vitrines com manequins confeccionada a partir do formato dos corpos de pessoas com algum tipo de deficiência física, com uma proposta diferente e que promove e realça a beleza da diversidade a organização chamou a atenção para a reflexão sobre um certo padrão de beleza imposto pela sociedade moderna.

Nós muitas vezes passamos a vida correndo atrás ideais em vez de aceitar a vida em toda sua diversidade. A Pro ​​Infirmis se esforça especialmente para a aceitação da deficiência e a inclusão de pessoas com deficiência “, diz Mark Zumbhl, membro do Conselho Executivo da Pro Infirmis, ao descrever o campanha.

 

get closer-02
???????????????????????????????????????????????

get closer-08
get closer-06

Quando me deparo com alguma bem bacana fico louca para compartilhar, até mesmo como uma forma de armazenar/pulverizar boas práticas, pois o mundo anda precisando divulgar mais coisas que acrescentem ao bem estar e bem viver do ser humano do que violência (isso a gente já vivência ao colocar os pés fora de nossas casas todos os dias). Espero que tenham gostado dessas iniciativa. Em mim ela fez brotar um sorriso iluminado e esperançoso.

Beijos de Esperança Perfumada

Olivia

Standard