Exposição, LookDoDia, Viagens

Quimono & Viscaya Museum

Voltei! O blog ficou abandonado porque tirei uma mini férias…até me programei para atualizar o blog durante a viagem, mas desencanei da net e fiquei praticamente 100% off (digo praticamente, porque o insta ficou a todo vapor, segue lá @francisoliviacampos )

Nessas férias resolvemos conhecer outras atrações de Miami que não fosse praia, e digo que fomos muito felizes em nossas buscas. Começamos pelo Viscaya Museum que foi a residência de inverno do magnata americano James Deering (1859–1925). Uma extraordinária propriedade de inspiração europeia às margens da Baía de Biscayne com um jardim magnifico. O lugar é de tirar o folego, lindo, lindo, lindo! Quem for a Miami não pode deixar de conhecer. Para visitar o museu escolhi look bem fresquinho e leve, porque é preciso disposição e muito animo para andar pela propriedade. Mas valeu muito a pena.

QuimonoViscayaMuseum-3-2

QuimonoViscayaMuseum-7

QuimonoViscayaMuseum-5

QuimonoViscayaMuseum-4

QuimonoViscayaMuseum-2-2

QuimonoViscayaMuseum-6

QuimonoViscayaMuseum-9

QuimonoViscayaMuseum-10

QuimonoViscayaMuseum-11

QuimonoViscayaMuseum-8

QuimonoViscayaMuseum-13

QuimonoViscayaMuseum-2

QuimonoViscayaMuseum

QuimonoViscayaMuseum-12

QuimonoViscayaMuseum-16

QuimonoViscayaMuseum-15

QuimonoViscayaMuseum-14

QuimonoViscayaMuseum-3

Quinomo: Urban Outfitter| Short: Urban Outfitter| Chápeu: BCBG| Bolsa: Gucci| Sandália: Forever21

Beijos Perfumados

Olivia

Advertisements
Standard
Exposição, Fotografia

Delírios Visuais

Estava em Nova Iorque e pirei na ideia de ver todas as obras de artes dos Gêmeos “expostas” na cidade. Me perdi, vasculhei, perguntei (incrível como galera conhece eles..ORGULHO de ser Brasileira nesses momentos!)  andei, andei, andei, peguei metrô (2 horas e meia), até em Coneey Island fui parar e achei duas, vocês podem até perguntar:”SÓ DUAS”??!?!?, mas ó,… valeu muito, muito, muito a pena! Os caras são feras mesmo, as pinturas de street style são geralmente gigantes e impressionam muito. A primeira obra que vi postei aqui, a segunda é essa que fica em Coney Island, ela não é um gigante, mas ocupa um muro enormeee no meio da rua. Lindo! Lindo! Lindo! Cheio de detalhes, uma verdadeira obra de arte. Fiquei horas admirando, me encantando! ❤ . Já falei aqui, mas vale repetir, Os Gêmeos estão com exposição aberta no Brasil. Tenho certeza que está lindo! Quem estiver por São Paulo não pode perder hein, fica a dica.

Os Gêmeos`s Wall-Coney Island- New York-Ago 2010

Os Gêmeos`s Wall-Coney Island- New York-Ago 2010

Beijos Perfumados

Olivia

Standard
Exposição, Fotografia

Delírios Visuais

Li na Vogue, na Elle, até em uma revista de negócios desse mês uma das noticias que mais me empolgaram nos últimos tempos. OS Gêmeos estão de volta ao Brasil (ebaaaaaaaa…felicidade elevada a enésima potência)

Essa foto tem uma história legal. Primeiro porque foi difícil achar o endereço da foto, fiquei rodando, rodando,rodando com minha mãe pela ruas até me deparar com ele. Para minha surpresa a obra estava “fechada”; isso porque o muro fica dentro de uma escola, por isso tive que tirar a foto na surdina, entre as grades de uma escola pública no bairro de Chelsea em Nova Iorque, ele é um dos “GIGANTES” (muito famosos por sinal) que os Gêmeos fazem mundo a fora. Quando tirei essa foto eles tinham acabo de concluir a obra, tinha umas duas semanas, porém como ficava dentro de um escola pública não era aberta ao público e a escola estava de férias. Fiquei lá uns 10 minutinhos admirando, tentando fotografar da melhor forma possível e depois parti..feliz da vida!!! A obra era realmente interessante. Para quem nao sabe, Os Gêmeos são artistas de rua, sua obras na maioria das vezes só podem ser encontradas assim, ao ar livre, ocupando espaços públicos, embelezando a cidade. Por isso que quando artistas como eles vão para dentro de um museu ou local fechado é um privilégio ter a oportunidade de ver. Não vejo a hora de conferir a expo aqui no Brasa.

O Gigante- Os Gêmeos- Chelsea-NYC-Ago 2010

O Gigante- Os Gêmeos- Chelsea-NYC-Ago 2010

Beijos Perfumados

Olivia

Standard
Exposição, Semente, Uncategorized

Revolução Fashion

Chocada com a notícia sobre a confecção de roupa que desabou em Bangladesh no ano passado, que matou mais de mil pessoas e deixou outras 2.000 feridas,fiquei acompanhando por um tempo as notícias. E entre tantas discussão que se levantaram na época sobre condições de trabalho, trabalho escravo e etc…um movimento me chamou a atenção. O Fashion Revolution Day surgiu com a prosposta de gerar uma reconexão com as nossas roupas a partir de uma pergunta: “Quem fez e de onde vem a roupa que estamos usando? Levantando assim um grande questionamento sobre a cadeia de produção da indústria da moda. Por exemplo, você sabia que POR DIA só no centro da cidade de São Paulo são gerados mais de 50 toneladas de lixo têxteis? Pois é, um dado alarmante. Sem falar em trabalho escravo, infantil, desumano e por aí vai

image

Por isso fiquei realmente feliz quando soube que o movimento será lançado hoje na SP.ECOERA, uma feira que reuni projetos, marcas, empresas do universo da moda, design e beleza.

A questão que permeia essa edição é: como podemos usar a moda a nosso favor.

image

Mas tem muitas outras coisa interessantíssimas e que vale a visita pra quem estiver por aqui. E para quem não estiver, mas quiser saber mais sobre o assunto pode acessar o site SerSustentavelComEstilo.com.br ou o site do FRD aqui.

image

Beijos Conscientes

Olivia

Standard
Arte, Exposição, Inspirações

MODA X Ditadura

O que a moda tem a haver com a ditadura que o Brasil viveu por 30 anos? Eu diria que TUDO! Foi lá em meados dos anos 70 que uma costureira (ela não gostava de ser chamada de estilista) transformou todo seu talento e sua arte para lutar contra uma forma política opressora e injusta. Estou falando de Zuleika Angel Jones, a Zuzu Angel.

expo Zuzu Angel Abril 2014-32

expo Zuzu Angel Abril 2014-6

De todas as “estilistas”(ou melhor, costureira) que o Brasil já teve, para mim Zuzu é a maior referência. Láááá na década de 70 ela já era arrojada, pioneira e transgressora em todas as áreas de sua vida. E transformou sua arte em ativismo social, que ganhou o mundo. Numa era de roupas prontas, importadas e sintéticas, Zuzu foi contra a maré, investindo em trabalho manual, tecidos naturais e muiiita, muita brasilidade. Foi ela quem pela primeira vez trouxe o nordeste para o sudeste. Rendas, bordados, babados, cores e até mesmo o cangaço eram vistos em suas criações.”Ela trouxe para o ‘sul maravilha’, coisas que eram do ‘nordestino pobre”, disse certa vez o estilista Ronaldo Fraga. Assim ela deixou um legado lindíssimo a moda brasileira, cheia de bossa e brasilidade, que podemos facilmente definir como uma moda clássica, atemporal, e muiiito, muiiiito chique. Pensar em algo mais atual para definir o que é elegância,IMPOSSÍVEL!

expo Zuzu Angel Abril 2014-63

expo Zuzu Angel Abril 2014-16

Detalhes dos vestidos em renda inspirados na arte nordestina Foto da exposição Ocupação Zuzu-Itaú Cultural SP-Março a Maio de 2014

Detalhes dos vesstidos em renda inspirados na arte nordestina
Foto da exposição Ocupação Zuzu-Itaú Cultural SP-Março a Maio de 2014

expo Zuzu Angel Abril 2014-4

expo Zuzu Angel Abril 2014-26

Amei esse vestido vermelho-Quero igual! Ocupação Zuzu-Exposição no Itaú Cultural-Março a Maio de 2014

Amei esse vestido vermelho-Quero igual!
Ocupação Zuzu-Exposição no Itaú Cultural-Março a Maio de 2014

expo Zuzu Angel Abril 2014-19

expo Zuzu Angel Abril 2014-18

expo Zuzu Angel Abril 2014-20

Me lembro do dia que conheci Zuzu e sua história. Foi em 2006 quando lançaram o filme que conta seu dilema em encontrar o corpo do filho que foi morto pela ditadura militar, e minha mãe fez questão (praticamente me obrigou a assistir) que eu fosse no cinema com ela. Vale ressaltar que minha mãe passou toda a juventude sob a pressão da ditadura, que viveu no Rio de Janeiro pertinho de todas as grandes revoltas. E hoje e sempre faz questão de nos contar como era, descrever o que aconteceu,e etc. Ela diz que faz isso para que nunca mais uma juventude permita que nosso país passe por tamanho desrespeito e crueldade (Gratidão mãe por me ensinar/educar sobre minha vida, minha história, meu país de formas tão lindas como cinema e música)

expo Zuzu Angel Abril 2014-29

Logomarca da marca Zuzu Angel Foto da exposição Ocupação Zuzu-Itaú Cultural SP-Março a Maio de 2014

Logomarca da marca Zuzu Angel
Foto da exposição Ocupação Zuzu-Itaú Cultural SP-Março a Maio de 2014

expo Zuzu Angel Abril 2014-8

expo Zuzu Angel Abril 2014-2

Detalhes da estampa da camisa da imagem abaixo de uma das coleções de Zuzu Foto da exposição Ocupação Zuzu-Itaú Cultural SP-Março a Maio de 2014

Detalhes da estampa da camisa da imagem abaixo de uma das coleções de Zuzu
Foto da exposição Ocupação Zuzu-Itaú Cultural SP-Março a Maio de 2014

expo Zuzu Angel Abril 2014-9

expo Zuzu Angel Abril 2014-11

Lenço criado por Zuzu Angel e estampado em tecido especialmente para a marca Foto da exposição Ocupação Zuzu-Itaú Cultural SP-Março a Maio de 2014

Lenço criado por Zuzu Angel e estampado em tecido especialmente para a marca
Foto da exposição Ocupação Zuzu-Itaú Cultural SP-Março a Maio de 2014

Matriz para silk em camisetas-Acervo Zuzu Angel Foto da exposição Ocupação Zuzu-Itaú Cultural SP-Março a Maio de 2014

Matriz para silk em camisetas-Acervo Zuzu Angel
Foto da exposição Ocupação Zuzu-Itaú Cultural SP-Março a Maio de 2014

Sem dúvidas Zuzu foi uma mulher emblemática na história brasileira. O desfile protesto que ela realizou em 1971 em Nova Iorque é um marco na história da moda brasileira e na luta contra a ditadura. No desfile apresentou vestidos totalmente brancos(até então a moda de Zuzu era extremamente colorida e viva) em estilo naif com anjos e militares bordados, que chamou atenção e fez com que todos os olhares do mundo se voltassem para a verdade sobre a ditadura militar que o Brasil estava enfrentando.

expo Zuzu Angel Abril 2014

Vestidos desfilados em 1971 em NY Foto da exposição Ocupação Zuzu-Itaú Cultural SP-Março a Maio de 2014

Vestidos desfilados em 1971 em NY
Foto da exposição Ocupação Zuzu-Itaú Cultural SP-Março a Maio de 2014

expo Zuzu Angel Abril 2014-27

expo Zuzu Angel Abril 2014-33

expo Zuzu Angel Abril 2014-35

Detalhes dos bordados dos vestidos desfilados em 1971 em NY Foto da exposição Ocupação Zuzu-Itaú Cultural SP-Março a Maio de 2014

Detalhes dos bordados dos vestidos desfilados em 1971 em NY
Foto da exposição Ocupação Zuzu-Itaú Cultural SP-Março a Maio de 2014

expo Zuzu Angel Abril 2014-23

A causa principal do desfile protesto foi a forma que Zuzu encontrou de gritar ao mundo sua dor pela perda de seu filho Stuart Angel, de 25 anos que foi preso, torturado, morto e teve seu corpo ocultado (foi dado como político desaparecido) pela ditadura no começo da década de 70. Zuzu também foi morta anos depois sem ter dito o direito de enterrar o filho. Uma semana antes do acidente que matou Zuzu, ela deixou na casa de Chico Buarque de Hollanda um documento que deveria ser publicado caso algo lhe acontecesse, em que escreveu:. “Se eu aparecer morta, por acidente ou outro meio, terá sido obra dos assassinos do meu amado filho”. Desde então a luta, a história, a vida e os feitos de Zuzu tem sido lembrados em livros, filmes, música (em 1977 Chico escreveu a música Angélica em homenagem a Zuzu). Em 2014, sua memória voltará em forma de roupa, na minha opinião a forma mais linda de ressurgir e homenagear essa grande mulher. Sua filha, Hildergard Angel Jones(que é jornalista, e tem um blog/site/coluna social interessante, onde virá e mexe ela fala sobre moda, vale o click aqui), irá relançar a marca Zuzu Angel. Por enquanto, o projeto ainda está sendo formatado, mas há grandes chances da estilista Alice Tapajós (a.k.a Zibba) ser a nova estilista da marca. Alice que já trabalha em outros projetos do instituto Zuzu Angel,como o Zuleikinha, que fala de moda para o universo infanto-juvenil, é uma escolha honrosa. Em 2014 também será o ano de inauguração da “Casa Zuzu Angel, que será uma espécie de museu que abrigará as memórias de Zuzu e a historia da indústria e segmento têxteis no país. Muiiito legal mesmo. Não vejo a hora, vou fazer plantão para ter uma peça “À La Zuzu”.

expo Zuzu Angel Abril 2014-55

expo Zuzu Angel Abril 2014-47

No ano que que o país completa 50 anos do Golpe militar (foi no último dia 31 de março), uma exposição sobre Zuzu acontece no Itaú Cultural em São Paulo até dia 11 de maio. Eu estive na exposição (as fotos desse post fiz lá) e está incrível! Lindíssimo! Lindíssimo! Sem palavras para tudo que eu vi lá. Até meu namorado que foi arrastado amou, ficou surpreso com o talento, a garra, a força, a visão de futuro e de mundo de uma mulher, que era mineira de Curvelo,Minas Gerais, Brasileira e que teve a ousadia de mudar a história de nosso pais através da moda. Sei que esse é o último final de semana da expo, mas se você estiver lendo e estiver em Sampa, não perde tempo, larga tudo que esta fazendo, e VAI!…de coração livre, leve e solto, de braços abertos pra deixar esse tanto de delicadeza e coragem encher a vida de inspiração. A entrada é franca e você sairá de lá com uma bagagem de conhecimento em moda brasileira riquíssima, além de sair também cheia de orgulho de ser brasileira como Zuzu.

expo Zuzu Angel Abril 2014-56

expo Zuzu Angel Abril 2014-37

expo Zuzu Angel Abril 2014-49

expo Zuzu Angel Abril 2014-51

expo Zuzu Angel Abril 2014-40

expo Zuzu Angel Abril 2014-53

expo Zuzu Angel Abril 2014-5

Namorado que fez cara feia para ir, no final adorou. Tks amor! Foto no painel interativo da exposição Ocupação Zuzu-Itaú Cultural SP-Março a Maio de 2014

Namorado que fez cara feia para ir, no final adorou. Tks amor!
Foto no painel interativo da exposição Ocupação Zuzu-Itaú Cultural SP-Março a Maio de 2014

Beijos Perfumados

Olivia

Standard