Fotografia

Delírios Visuais

Aquela Saudamor (saudades + amor) por Bali hoje. 1 ano.

balihoneymoon-57

Foto tirada em Ubud na ilha de Bali-Indonésia_ Março 2015

Beijos Saudosos

Olivia

Advertisements
Standard
Casamento Rob&Fran, Fotografia, Lua De Mel, Viagens

Lua de Mel-Parte 7

Último post sobre minha lua de mel ❤ e já planejando a próxima rsrsrrs. No penúltimo e último dia (que foi só meio, porque após o almoço voltamos para o hotel para pegar o transfer para o aeroporto. Fizemos bastante coisa. Quando chegamos em Paris perdemos uns dias e depois entramos num ritmo bem calmo de turistar, dai no último dia me bateu um desespero, porque ainda tinha um monte de coisas para ver e fazer e pouco tempo..hehehhe
Assim o dia começou cedo, primeiro para conhecer a TORRE EIFFEL, de lá andamos até a PLACE DU TROCADERO, e muitas fotinhas rolaram, Clarooo!!!. Depois metrô até a estação Blanche que fica do lado do MOULIN ROUGE, café da manhã no Starbucks. De lá o tour começou subindo a rua LEPIC, uma típica rua de comércio alimentar de Paris, muitos queijos, verduras e frutas frescas, carnes, muito legal sentir essa atmosfera da energia local mesmo, e não só aquela turisca sabe? eu amo. Paradinha no número 15 da RUE LEPIC pois é onde fica o CAFÉ DES DEUX MOULINS imortalizado pelo filme AMÉLIE POULAIN, eu que sou fã do filme não poude deixar de parar né, muito legal essa coisa de viver a emoção de ser fã hahahaha. De lá segui em frente, ou melhor para o alto (porque é uma ladeira) e virei a direta na RUE DES ABBESSES, um charme indescritível, lugar que eu não conhecia e amei de paixão, deu vontade de me hospedar na região (tããão Paris hahaha). Andei até chegar na PLACE DES ABBESSES onde fica a estação de metrô que tem uma entrada linda, bem antiga, de estilo ART NOUVEAU. Na praça, pertinho da estação tem um pequena praça, logo atrás, onde fica o um muro chamado de “MURO DO EU TE AMO” ou LE MUR DES JE T’AIME. Nada mais é que uma parede onde a frase “eu te amo” está escrita em mais de 300 idiomas, realmente não tem nada de mais, porémé muiiiiito charmoso, poxa1 também né, em Paris parece que até um monte de extrume ficaria charmoso ôô cidade encantadora ❤ . De lá segui andando e peguei a rua D’ORSEL e virei na RUE DES TROIS FRÈRES. Segui reto até a entrada do bondinho que fica nos pés da igreja SACRE-COEUR, dá para subir de escada, mas o dia estava tão lindo, minahs fotos ficando lindas, fiquei com medo de perder um megaaaa tempo subindo e fotografando as belezas hahaha…dai subi de bonde mesmo. A igreja é MARAVILHOSAAAAA!! não sou muito de entrar em igreja, porque nem sou católica nem nada, mas essa eu entrei a amei. Lida! LInda! Linda! Saindo da igreja virei a esquerda na RUE AZAIS até chegar na PLACE DE TERTRE a famosa praça de Montmartre cheia de pintores, restaurantes e turistas(muiiiiitoos turistas) o que na minha opnião tira um pouco da beleza do lugar, mas ainda assim é um lugar muiiito fofo! Não fiquei muito lá por isso, segui andando pela RUE NORVINS até encontrat a PLACE MARCEL AYMÈ que estava em reforma e escondia uma escultura muito interessante em homenagem à sua obra chamada de LE PASSE MURALLE ou o Homem que passa atráves dos muros. Gostei bastante, de lá comecei a descer a rua LEPIC novamente (ela é uma rua bem engraçada que faz curvas rsrrs) e log na esquina encontrei um moinho transformado em restaurante chamado LE MOULIN DE LA GALETTE, achei uma graça, e como nao tinha lido em relação a ele, cheguei no hotel e pesquisei, e adorei a historia do moinho, segue trecho da história: ” O Moulin de la Galette era um antigo moinho de vento situado no topo da colina de Montmartre, construído em 1622, e conhecido como Blute-fin. Em 1809 foi adquirido pela família Debray, junto com o moinho Radet, de 1717. No século XVIII havia 14 moinhos na região, destinados a moer trigo, prensar uvas e flores. Restaram apenas dois: o Blute-fin e o Radet.
(…) Em 1809 o moinho Radet foi adquirido pela família de moleiros Debray, que passou a produzir com o trigo que moía uma broa denominada galette, servida com um copo de leite. A galette tornou-se a tal ponto popular que o moinho passou a ser conhecido como “Moulin de la Galette”.O Moulin de la Galette é também um marco de lutas patrióticas. Em 1814, durante as Guerras Napoleônicas, após a derrota de Napoleão Bonaparte, Montmartre foi invadida pelos cossacos. Os membros da familia Debray participaram da defesa da colina e três perderam a vida na luta. Tempo depois, durante a Guerra Franco-Prussiana, com a derrota de Napoléon III, em 1871 a colina de Montmartre foi atacada por 20 mil soldados prussianos. Durante os combates o moleiro Pierre-Charles Debray foi morto e seu corpo foi pregado às pás de seu moinho.Um dos Debray que sobreviveram aos combates de 1814 resolveu abrir junto ao moinho, por volta de 1830, um bar popular, uma “guinguette”, como eram chamados esses espaços em que se podia até dançar, trocou leite por vinho e passou a atrair muita clientela. Os parisienses iam a Montmartre para aproveitar “os prazeres simples da vida” em um ambiente bucólico, com vinho, pão fresco e uma vista deslumbrante de Paris.A seguir, num espaço adjacente, começaram a ser realizados os célebres bailes do Moulin da la Galette, imortalizados nas obras de Van Gogh, Renoir, Pissarro, Utrillo, Dufy, Toulouse-Lautrec, Picasso e outros grandes artistas. Entre os quadros que retrataram esses bailes, o mais famoso é sem dúvida Bal du moulin de la Galette, de Renoir. Ao longo do tempo, o edifício passou por uma série de usos: café a céu aberto, salão de música e estúdio de televisão até, em 1939, ser classificado como monumento histórico. Atualmente, ao lado do moinho econstruído, ha um restaurante chamado “Le Moulin de la Galette”.” Fonte da pesquisa Paris Guia. LEGAL NÉ? De la segui novamente para o MARAIS onde “almocei” o crepe mais divino de Paris no LA DROGUERIE e me esbanjei em mais uma casquinha de AMORINO (impossível comer um só, juro!). Fiz comprinhas na COS uma especie de H&M só que bem mais sofisticada e muito parisiense heheh. Saindo do MARAIS vou continuar as comprinhas na AVENUE MONTAIGNE (Très Chic) e a noite rolou janatr no mesmo restô perto do hotel porque já estava morta com farofa.

Último dia acordamos cedo, tomamos café do starbucks para agilizar e partimos para a GALERIA LAFAYETTE (comprintchas e más compritchas rsrsrs) de fomos conhecer o PALAIS GANIER. Seguimos para o PALAIS ROYAL com direito a passeio no JARDIN DU PALAIS. Depois MUSÉE DU LOUVRE, depois JARDIN DES TUILERIES, OBÉSLIQUE e acabou. Como sempre Paris deixando saudades. Dá pra voltar tipo AGORA?!?!?! 😀

Confiram as fotos

Carrossel da Torre Eiffel <3

Carrossel da Torre Eiffel ❤

DCIM110GOPRO

luademel-Paris-sony-tratadas_

Sacre-Couer

Sacre-Couer

Muro do Eu Te Amo <3

Muro do Eu Te Amo ❤

Escadaria para alcançar o topo do bairro Montmartre

luademel-Paris-tratadas e assinadas-41

Café da Amelie Poulain <3 <3 <3

Café da Amelie Poulain ❤ ❤ ❤

luademel-Paris-tratadas e assinadas-46

luademel-Paris-tratadas e assinadas-36

Moulin De La Galette

Moulin De La Galette

luademel-Paris-tratadas e assinadas-50

luademel-Paris-tratadas e assinadas-55

luademel-Paris-tratadas e assinadas-57

luademel-Paris-tratadas e assinadas-47

luademel-Paris-tratadas e assinadas-60

luademel-Paris-tratadas e assinadas-48

luademel-Paris-tratadas e assinadas-53

luademel-Paris-tratadas e assinadas-52

luademel-Paris-tratadas e assinadas-29

luademel-Paris-tratadas e assinadas-58

luademel-Paris-tratadas e assinadas-61

O charme do comércio do MARAIS

O charme do comércio do MARAIS

Melhor Crepe do MUNDO!

Melhor Crepe do MUNDO!

O MARAIS é o reduto do judeus em Paris, lá também você encontra os famosos falafel, comida típica judaica.

O MARAIS é o reduto do judeus em Paris, lá também você encontra os famosos falafel, comida típica judaica.

luademel-Paris-tratadas e assinadas

AMOR-ino <3

AMOR-ino ❤

DCIM110GOPRO
E e o café da Ameli no fundo <3

E e o café da Ameli no fundo ❤

luademel-Paris-sony-tratadas_-6

luademel-Paris-sony-tratadas_-7

luademel-Paris-tratadas e assinadas-77

luademel-Paris-tratadas e assinadas-76

luademel-Paris-tratadas e assinadas-65

luademel-Paris-sony-tratadas_-3

luademel-Paris-sony-tratadas_-4

luademel-Paris-sony-tratadas_-5

Hááá! Primavera em Paris <3

Hááá! Primavera em Paris ❤

Tãããããoooo Paris <3 <3 <3 Jardin Du Palais
Avenida Montaigne

Avenida Montaigne

luademel-Paris-tratadas e assinadas-71

luademel-Paris-tratadas e assinadas-72

Galeria La Fayette

Galeria La Fayette

A escultura "O Homem através do muro"

A escultura “O Homem através do muro”

Louvre

Louvre

luademel-Paris-tratadas e assinadas-73

paris tratadas-6

Beijos Parisienses

Olivia

Standard
AmorAmor, Casamento Rob&Fran, Lua De Mel, Viagens

Lua de Mel- parte 6

Paris dispensa apresentações, dispensa explicações, dispensa qualquer palavra. Paris foi feita para se viver, sentir, tocar, admirar, amar…Por isso vou apenas descrever como foi meu dia a dia, lugares que fui na ordem que aconetceram e traçar alguns comentários que podem ajudar quem estiver de malas prontas para lá, ou sonha em ir.

No primeiro dia acordamos, tomamos café, era domingo, então decidimos passar a manhã de um domingo parisiense em um lugar supeeer parisiense para sentir a vibe local mesmo. Partimos para dar uma caminhada no CANAL DE SAINT MARTIN, descemos na estação de metrô Louis Blanc e andamos todo o canal até chegarmos na Praça da Republica- PLACE DE LA REPUBLIQUE, depois de ficar observando umas manifestações que estava rolando por ali, pegamos novamente o metrô e descemos na estação perto ao CENTRE POMPIDOU, museu de arte moderna incrível em Paris que eu amo! Demos uma megaaaa sorte, porque era dia de entrada FREE, então nem ligamos de ficar um pouquinho na fila (uns 10 minutos) e entramos. Sem palavras, eu que amo arte moderna não posso começar a falar porque senão vira livro mesmo esse post. Depois de uma banho gostoso de arte, vamos tomar um banho de sol (porque apesar do dia lindoooo de céu azul, estava um frio congelante) no terraço do Pompidou e aproveitar para almoçar no LE GEORGES, um dos restô dos famosos, e super hippados irmãos Costes. Os restaurantes dos irmãos são disputados e frequentados pela galerinha mais cool e modernete de Paris. A comida é ótima e a vista vale o almoço. Amei! Depois disso, saimos do museu fomos nos perder nas ruelas do bairro Marais, ficamos ali por um bom tempo vendo as apresentações de artistas na rua, o tipico domingo parisiense que deleita a alma e os sentidos. Terminamos o dia conhecendo a região do hotel DEVILLE, com seu carrossel encantador e depois seguimos para a igreja de NOTRE DAME, de lá andamos até a PONT DES ARTS, a famosa ponta cheia de cadeados penduradas pelo amantes. Depois disso, voltamos para o hotel e jantamos em um restô pequenino perto do hotel a famosa SOPA DE CEBOLA (huumm..eu adorei!!) prato tipo parisiense. Para quem gosta de experimentar os sabores de culinárias regionais não pode perder essa sopinha, ainda mais no inverno.

No segundo dia, segunda-feira, acordamos mais tarde e fomos tomar um brunch no CAFE DE FLORE, esse café é uma lenda em Paris, pois viu nascer uma série de movimentos intelectuais nos pós guerra como Surrealismo e Existencialismo, este último representando na figura central Jean Paul Sartre e sua parceira Simone de Beauvoir. Ainda hoje o Cafe De Flore é frequentado por artistas e intelectuais. Muito bacana. O dia estava lindo e continuamos pelo bairro do cafe de flore, que na minha opinião (e de muitos outros) é o bairro mais lindo e chic de paris, o SAINT GERMAIN, lá ficamos até metade do dia, andando, parando, olhando. Visitamos a loja do PIERRE HERME (leia-se o MELHOR MACAROONS DA EXTRATOSFERA, DÁ DE 1000 A ZERO NA LADUREE) na região que é uma fofura e também a loja da Hermès na Rua Sèvres que é uma graça. NO final de tarde compramos um lanche e fomos comer ao estilo piquinique no JARDIM DE LUXEMBOURG, de lá partimos para andar pelo bairro QUARTIER LATIN e conhecer a SORBONNE com direito a uma paradinha na sorveteria AMORINO porque a fila não estava tããõoo grande (quem conhece sabe que essa sorveteria é uma comer ajoelhado e sempre há filas kilometricas na frente para comprar um sorvetinh em formato de flor). Saindo de lá, pegamos o metro, e o fim de tarde estava lindo, então resolvi pegar o metro em direção a linha 6. O metro entre as estações Passy e Birhakeim oferece uma vista belissima da torre Eiffel e do rio Sena seus cais e mesmo MONTMARTRE com a SACRÈ-COEUR…é um desbunde de lindeza, mas que dura pouquinho, por isso paramos na estação seguinte e voltamos para ver de novo hahahaha (#soudessas). DICA: Se for na direção da ESTAÇÃO NATION garanta seu lugar na janela do lado esquerdo, se for em direção a estação CHARLES DE GAULLE-ETOILE corre para pegar a janela do aldo direito (essa é a mais bonita1 confie em mim!) De lá partimos para conhecer o MOULIN ROUGE e a região do bairro de MONTMARTRE, mas como já era umas 18hrs, e estávamos meio preguiçosos, resolvemos no dia seguinte para explorar melhor e acabamos nos alongando em um café e curtir a visão dos turistas e o vai e vem de fim de tarde (tão Paris isso ❤ me senti a própria parisiense hahaha).
E assim foi nossos 2 primeiros dias turistando em Paris. Confiram algumas fotinhas.

luademel-Paris-tratadas e assinadas-26

luademel-Paris-tratadas e assinadas-8

Canal de Saint Martin

Canal de Saint Martin

luademel-Paris-tratadas e assinadas-2

O charme do comercio no canal de Saint Martin

O charme do comercio no canal de Saint Martin

luademel-Paris-tratadas e assinadas-7

Praça da Republica

Praça da Republica

luademel-Paris-tratadas e assinadas-5

luademel-Paris-tratadas e assinadas-9

Na frente do Centre Pompidou

Na frente do Centre Pompidou

luademel-Paris-tratadas e assinadas-16

luademel-Paris-tratadas e assinadas-18

Resto no top do Pompidou

Resto no top do Pompidou

luademel-Paris-tratadas e assinadas-20

luademel-Paris-tratadas e assinadas-11

luademel-Paris-tratadas e assinadas-13

luademel-Paris-tratadas e assinadas-15

Hotel De Ville

Hotel De Ville

luademel-Paris-tratadas e assinadas-22

Carrosel do hotel De Ville

Carrosel do hotel De Ville

luademel-Paris-12

luademel-Paris-17

luademel-Paris-21

luademel-Paris-25

Pont Des Arts

Pont Des Arts

luademel-Paris-40

luademel-Paris-tratadas e assinadas-38

luademel-Paris-tratadas e assinadas-31

Pierre Herme do bairro Saint Germain

Pierre Herme do bairro Saint Germain

luademel-Paris-tratadas e assinadas-27

Igreja de Saint Sulpice no bairro de Saint Germain

Igreja de Saint Sulpice no bairro de Saint Germain

luademel-Paris-tratadas e assinadas-34

Hermès da rua Sèvres-Lindaaaaa <3

Hermès da rua Sèvres-Lindaaaaa ❤

Tarde de primavera no Jardin de Luxembourg

Tarde de primavera no Jardin de Luxembourg

luademel-Paris-tratadas e assinadas-28

Vista linda do metro entre as estações Passy e Birhakeim

Vista linda do metro entre as estações Passy e Birhakeim

Mais uma <3

Mais uma ❤

luademel-Paris-tratadas e assinadas-29

luademel-Paris-tratadas e assinadas-30

Beijos Parisienses

Olivia

Standard
AmorAmor, Casamento Rob&Fran, Lua De Mel, Viagens

Lua de Mel- Parte 5

QUARTA SEMANA

Como a viagem de volta é super cansativa e longa, resolvemos fazer um pit stop de 5 dias em Paris na nossa volta. Vou dividir Paris em 3 partes também, apesar de ter sido bem menos dias, Paris é inspiradora e intensa, em poucos dias você faz muita, muita, muita coisa por lá, e ainda volta com aquele sentimento de ter deixado algumas coisas por fazer. Faz parte, pois Paris não foi feita para se conhecer e pronto. Paris foi feita para se voltar várias e várias e várias vezes até ela e continuar se re-encantando sempre!

Em Paris, acabamos “perdemos” 1 dia e meio por conta de problemas com nossa hospedagem. Pela primeira vez resolvi testar o serviço de alugar uma casa de alguém através do serviço do AirBNB, mas foi um grande desafio e dor de cabeça, já que ao chegarmos lá não havia chave, a casa estava toda bagunçada, não tinha água quente (como prometido), o fogão não funcionava,a internet muito menos. A mulher em vez de me ajudar, cancelou minha reserva, o que me obrigava a deixar a casa, mas não tínhamos para onde ir, frio, chovendo, enfim…Um megaaaaaa stress que resolvi dormindo! hahahahha..estou nessa fase agora, se algo dá errado, primeiro eu durmo, depois tento resolver, e com o cansaço da viagem de Bali-Paris dormimos 14 horas seguidas iguais pedra…uma delicia! E no outro dia tudo se solucionou. Se eu estava frustada pela minha primeira experiência no AirBNB isso passou no momento que eu acordei e liguei para eles. Genteeee que eficiência! Até atendente brasileiros eles me arrumaram para conversar (nessa altura já estava sem saco e paciência para lidar com a malemolência de alguém falando um idioma diferente do seu) e no final (que nem era tão final ainda), em menos de 7 horas eles solucionaram meu problema me enviando para um hotel na localidade que eu quis, com alto padrão e o melhor tudo pago por eles. Incrível! Só por isso eu darei outra chance para o site em viagens futuras. Ele me ganharam no atendimento. SENSACIONAL! Parabêns! (aplausos em pé)

Então foi isso, no nosso primeiro e (metade) do segundo dia em Paris nós ficamos no apto resolvendo os problemas da nossa hospedagem, assim que nos mudamos para hotel, largamos as malas e saímos para andar. Tinha chovido o dia todo, mas abriu o sol no fim de tarde e decidimos andar para conhecer a região. Acabamos parando lá no arco do triunfo, rsrsrs, passamos pelo museu de armas, Grand Palais, Petit Palais, Champs-Élysées e Arco do Triunfo….. porque Paris tem dessas coisas, você começa a andar e são tantas coisas belas que quando você percebe já andou milhares de km e nem percebeu. Então foi isso. Até o próximo post.

paris tratadas-6

Centre Pompidou -Paris- Abril 2015

Centre Pompidou -Paris- Abril 2015

paris tratadas-3

Beijos Pefumados

Olivia

Standard
LookDoDia

Look Lua de Mel

Olha, já vou logo avisando que esse é filho único de mãe solteira rsrsrsr. A verdade é que na minha lua de mel não me preocupei nem um tiquinho com looks do dia, não mesmo. Essas fotos só existem porque estávamos tirando foto de outras coisas, aquela luz perfeiiitaaa que eu amo, dai meu marido me elogiou dizendo que eu estava bem bonita dai eu falei: Então tira foto pro look! hahahahha e assim foi. Mas o motivo principal de não ter looks, é porque não teve meeeesssmoooo!!! passei minha lua de mel do jeito que mais amo, LITERALMENTE de biquini, nem levei roupa, JURO! minha mala foi pesando 16kg e mais da metade desse peso era de roupas grossas para usar em Paris, porque sabia que iria pegar um friozinho. Achei que iria comprar alguma coisinha em Bali e tals (porque a gente sempre compra né??!?!) mas não reservamos tempo para compras, estávamos ocupados demais nos amando e vivendo intensamente Bali. Para não dizer que não comprei NADA, NADICA, comprei uma canga(porque só levei uma) e uma bata para minha mãe que me implorou! 😛 Esse shorts que vocês veem na foto voltou encardido, porque nem lavando saia mais a sujeira de usa-lo diariamente durante um mês.
O look em si não tem nada de mais, ela até já apareceu aqui, mas o interessante dele é: que foi o único que “fiz” durante a lua de mel e também pela maneira que estou vestindo-o. A minha blusa na verdade é o body (deuso, mara, espetacular, arrebata corações por onde passa) da Lilly Sarti que usei no ano novo e postei aqui (o short também é do ano novo). Como estava com meus biquínis todos molhados, coloquei um sutiã e inverti o body usando as costas na frente deixando o decote da frente para trás. Não ficou lindo?!?! Nossa eu amei demais! Minha mãe até achou que era uma outra blusa. Sempre gostoso achar uma outra forma de usar uma mema peça que você tenha, agora quando quiser usar ele de uma forma mais comportada, é só virar rsrsrs. Confiram.

baliluademel-8

baliluademel-9

baliluademel-5

baliluademel-6

baliluademel-13

baliluademel-12

baliluademel-4

baliluademel-10

baliluademel-11

baliluademel-7

baliluademel-14

Body: Lilly Sarti| Short: Stuart| Chinelo e Chápeu: Lembrança do meu casamento|

Beijos Perfumados

Olivia

Standard
Fotografia, Lua De Mel, Viagens

Lua de Mel-Parte 4

TERCEIRA SEMANA

Nossa última semana na Indonésia. De UBUD voltamos para o litoral sedentos por água salgada rsrsrs. Como nos restava pouco tempo e muita coisa que queríamos fazer (quando chegamos em Bali descobrimos que há muitas outras milhares de coisas para fazer do que havíamos pesquisado e planejado) resolvemos sair de Ubud direto para as ilhas Gili que ficam em Lombok (outra ilha na Indonésia, pertinho de Bali). Compramos nossa passagem de barco em Ubud mesmo, nas barraquinhas de turismo que ficam na rua, tinham milhares por lá. Uluwatu também tinha essas barraquinhas, pelo pouco que pesquisei é assim que se vendem passagens por lá. Barganhamos muito até efetuar a compra, não sei se pagamos barato ou caro (custou pouco mais de 47 dolares ida e volta com o transfer incluído), mas quando o motorista veio nos pegar no hotel ele pediu para não falarmos o preço que pagamos, porque segundo ele pagamos mais barato que nossos companheiros de van. Assim saímos direto de Ubud, para o porto de Pandang Bai (levou cerca de 2 horas para 20km de distância) e de lá pegamos o barco expresso que levou cerca de 1hr40 min até Gili Trawangan, ou Gili T como é mais conhecida.

Gili T é a maior de um conjunto de 3 ilhas minúsculas (Gili Memo e Gili Air) que pertence ao território da ilha de Lombok. Lombok é uma das 17 mil ilhas que formam a Indonésia, porém a religião lá é predominantemente muçulmana. Esse choque entre diferente culturas e religiões pertencentes ao mesmo país é bem interessante. Nosso hotel ficava perto da mesquita e todos os dias nas horas das orações ouvíamos tudo. Fora isso a ilha não tem asfaltou, é tudo na areia e tem uma vida noturna bem agitada (ela é a ilha preferida da galera jovem e solteira). Bacana lá é relaxar, passar o dia todo indo as praias da ilha de bike e/ou dar a volta nela que dura em torno de 2 horas e curtir o mar azul piscina, fazer muito mergulho e snorkel, surfar no sul da ilha quando tem onda, degustar os “churrascos” de frutos do mar frescos (as vezes os animais marinhos são mortos na sua frente), se esbaldar nos restô na beira da areia, fazer massagem baratex, música, gente bonita, pôr do sol de tirar o fôlego (foram os mais lindos que já vimos, todos os dias pegamos a bike e partíamos para o sul da ilha para contemplar essa beleza) Enfim, Gili T tem uma atmosfera que era a nossa cara. Voltaria fácil, fácil.

Passamos 4 dias entre as ilhas Gili e depois voltamos para Bali para nossos últimos 3 dias lá. Iriamos voltar para Uluwatu, mas como as ondas não estavam AQUELAAA brastemp resolvemos nos hospedar em outra parte da ilha para conhecer. Escolhemos ficar em Seminyak, o lugar hippie chic de Bali (não quis ficar em Kuta, capital da ilha, porque lá é bem farofa, suja, turística, nem parece que você está na Indonésia). Gostei muito de Seminyak, mas a praia dessa lado da ilha não é tão bonita (a areia é escura e o mar não tão azul piscina), mas o lugar é badaladinho, cheio de clubes de praias, festas no pôr do sol, lojinhas descoladas, restaurantes premiados, hotéis bacanudos e baratos. Foi bacana. Gostei a experiência, para conhecer, encerrar a viagem e comprar algumas lembrancinhas valeu a pena.

Resumo da última semana (Lombok e Seminyak)
HOTEL: Tacos Hotel-em Lombok-Bacana porém bem roots.
HAVEN- Seminyak-Lindo e aconchegante, bem centralizado e fácil acesso a praia (uns 15 minutos andando)
RESTAURANTES- Lá é alto nível, todos os restô eram bons, ficava dificil escolher, fica alguns-> La Favela; Sambal; Gado Gado; Mozarella, Coccon, Nirvana e por ai vai…
PASSEIOS:
*Aluguel de bike para dar a volta na ilha de Gili T (demos 3 voltas e andamos muitos na magrela)
*Day Tour para as outras ilhas de Gili com direito a várias paradas para fazer snorkling e mergulho.
*Massagem e fish massage-foi uma das coisas que mais gostei, a tal mssagem feita por pequenos peixinhos. Seu pé sai levinho, levinho rsrsrsr!.
*Pôr do sol em Legian Beach-o lugar é apinhado de bar com música ao vivo para contemplar o espetáculo do astro rei. Delicia para um happy hour seguido da janta. Amamos!

Esperando o barco no porto de Padang Bai

Esperando o barco no porto de Padang Bai

Bar em frente a Surf Beach-Gili T

Bar em frente a Surf Beach-Gili T


baliluademel-6-2

Rua principal de Gili T e o único meio de transporte possível e disponível na ilha

Rua principal de Gili T e o único meio de transporte possível e disponível na ilha

baliluademel-8

A vibe de Gili T <3

A vibe de Gili T ❤

Porto de Gili Air
Mercadão de Gili T que a noite serve refeições nada convencionais a um preço baratissímo. Um prato grande de comida co Nasi Goreng de frango custava 1 dolar.

Mercadão de Gili T que a noite serve refeições nada convencionais a um preço baratissímo. Um prato grande de comida co Nasi Goreng de frango custava 1 dolar.

baliluademel-2-2

MOzão e a piscina...OPS! Mar de Gili T

MOzão e a piscina…OPS! Mar de Gili T

Praia de Legian-Seminyak

Praia de Legian-Seminyak

Primeiro Pôr do sol em Gili T a gente nunca esquece

Primeiro Pôr do sol em Gili T a gente nunca esquece

O último pôr do sol também não...rsrsrs

O último pôr do sol também não…rsrsrs

IndonésiaTrip-6

Passeio para conhecer as Gili Islands -Gili Memo e Gili Air com direito a barco de fundo de vidro.

Passeio para conhecer as Gili Islands -Gili Memo e Gili Air com direito a barco de fundo de vidro.

Dando a volta na ilha de Gili T de bike..cada curva uma foto :D

Dando a volta na ilha de Gili T de bike..cada curva uma foto 😀

IndonésiaTrip-5

SPA Time em Seminyak

SPA Time em Seminyak

Pôr do sol no segundo dia em Gili T

Pôr do sol no segundo dia em Gili T

Em Gili T nāo tinha motinha, mas tinha bike e foi milhares de vezes mais divertido <3

Em Gili T nāo tinha motinha, mas tinha bike e foi milhares de vezes mais divertido ❤

baliluademelphotoscel-30

baliluademelphotoscel-31

Fish Massagem em Gili T- massagem nos pés feita por centenas de peixinhos

Fish Massagem em Gili T- massagem nos pés feita por centenas de peixinhos

AMEI! AMEI! AMEI! <3

AMEI! AMEI! AMEI! ❤

baliluademelphotoscel-32

baliluademelphotoscel-36

baliluademelphotoscel-35

baliluademelphotoscel-34

baliluademelphotoscel-37

Piscina do HAVEN hotel em Seminyak--TOP!

Piscina do HAVEN hotel em Seminyak–TOP!

Legian Beach

Legian Beach

No final do dia os restaurantes na beira da praia em Seminyak e Kuta colocam essas almofadas e a galera chega e rola música e happy hour..todo mundo unido e animado para ver o pôr do sol!

No final do dia os restaurantes na beira da praia em Seminyak e Kuta colocam essas almofadas e a galera chega e rola música e happy hour..todo mundo unido e animado para ver o pôr do sol!

Pôr do sol em um barzinho na beira da praia em Seminyak

Pôr do sol em um barzinho na beira da praia em Seminyak

Burn Time at Legian Beach

Burn Time at Legian Beach

Pitaya em um mercado local de Seminyak....VICIE muiitoo :D

Pitaya em um mercado local de Seminyak….VICIE muiitoo 😀

Beijos Perfumados

Olivia

Standard
AmorAmor, Casamento Rob&Fran, Lua De Mel, Viagens

Lua de Mel-Parte 3

SEGUNDA SEMANA

De Uluwatu seguimos para o centro da ilha, Ubud. A cidade imortalizada e agora famosa desde que a Elizabeth Gilbert escreveu o sucesso de bilheteria “Comer Amar e Rezar’. A principio nós iriamos continuar nossa peregrinação rumo as ondas perfeitas, mas logo que chegamos em Bali descobrimos que nos dias 21,22 e 23 de março seria marcado pelas comemorações do Nyepi Day, ou dia do silencio que marca a passagem de ano no calendário hinduísmo (religião de 98% da ilha é devota). E como Ubud é uma cidade super espiritualizada, rumamos para lá para vivenciar esse ritual balinês, e foi INCRÍVEEEEL!! eu amei demais. Além de Ubud ser puro charme, cheia de templos, lojinhas de decor, spa, centros de yoga, terraços de arroz, comida orgânica, leveza, pureza e serenidade…. poder passar o Dia de Ano novo Balinês lá foi emocionante. As redondezas de Ubud também é muita rica em experiencias, a região é bem rural, mas a essência do Balinês eu encontrei aqui. Para quem não sabe, Bali é conhecida como a ilha dos 10.000 templos, lá cada esquina tem um templo. O povo é muito religioso e devota aos seus rituais e cerimonias, estima-se que um balinês tem cerca de mais de 200 cerimonias por ano, ou seja, quase todo dia é um dia sagrado para eles, quase todos os dias eles prestam reverência e culto aos seus deuses. Muito forte essa ligação. Apesar de eu ser cristão, nascida, criada, convicta das promessas e na palavra de Jesus, uma conversa com um ancião me apresentou um outro olhar sobre devoção, sobre respeito as coisas sagradas e um estilo de vida baseada em uma religião totalmente diferente do que estamos acostumados. Nossa a conversa foi tão rica, tão inspiradora que estou até pensando em escrever um post sobre o que me afetou e de que forma cresci nessa imersão profunda e muito significativa. Aguardem

Quero só falar um pouco mai sobre o Nyepi day, ou dia do Silêncio que marca o ano novo de acordo com o calendário de Bali, em 2015 eles iniciaram o ano de 1937. No dia anterior ao dia de ano novo (nesse ano caiu dia 20.03, porque o calendário deles é baseado no calendário luar, por isso a data varia de ano para ano), diversos tipos de bonecos gigantes feitos com papel marchê (conhecido como ogoh ogoh), musicas e todos vestidos a carácter desfilam pela cidade, cada comunidade e/ou templo constroem seus próprios bonecos, por isso o desfile é muito legal; num certo momento, depois do cair da noite as pessoas começam a chutá-los, machucá-los, até destruí-los, ateando fogo neles no final.Esse ritual simboliza a luta do bem contra os maus espíritos (representados pelos bonecos), e também a partida das energias ruins para que o ano seja repleto de energias positivas. Após a meia-noite começa o dia do silêncio. Todos tem que ficar por 24h em silêncio, inclusive os hospedes dos hotéis precisam ficar confinados dentro do hotel. As pessoas guardaram o dia em silêncio a partir das 6h da manhã do dia 21 até as 6h da manhã do dia 22. Além do silêncio, todos ficam em casa, sem fazer barulho e sem ligar luzes durante todo o período. Dentro da maioria dos hotéis tudo funcionou normalmente, mas com restrições. No nosso hotel não houve service de quarto e o restaurante alem de ter um menu de almoco e janta beeeem limitado(só 3 tipos de prato) fechou as 19hrs. É feriado em Bali, e todos participam do ritual, existe inclusive uma policia que ronda as ruas para garantir que ninguém(NINGUÉM MESMO, NEM ESTRANGEIROS, NEM LOCAIS)saiam as ruas. O aeroporto de Bali SEMPRE fecha nesta data, pousos e decolagens sao proibidos. Só hospital funciona para emergências(mas eles ressaltam que tem que ser emergência meeeeesmo, tipo mulher em trabalho de parto, dor de barriga não vale rsrsr). O legal é que essa restrição toda tem um simbolismo muito forte e muito válido (na minha opinião), segundo os balineses o Nyepi é um dia para o mundo se recuperar, um folga para o planeta ser limpo do constante “barulho”, maldades e pertubações que os seres humanos causam e então tudo pode começa de novo. E também é um dia do homem exercitar seu auto controle e fazer uma introspecção em si mesmo atraves do silencio, do jejum e meditação, é um jeito de mostrar seu controle simbólico sobre si mesmo e da “força” do mundo, daí o controle religioso obrigatório (e rígido). Sem palavras e imensa gratidão de ter o privilégio de ter vivido isso na minha vida. O ritual do dia do silêncio é um ritual exclusivo da cultural balinesa, apesar da religião hinduísta existir em outros lugares do planeta, esse ritual é excluisvo do povo Balinês.

Resumão ão ão de Ubud, porque fizemos muita coisa por lá rsrsrsr
HOTEL: Pertiwi-MARAVILHOSOOOO!! Amei tudo lá, desde o quarto até as pessoas.
RESTAURANTES- Fomos em vários, depois atualizo aqui com nomes dos principais, pois Ubud tem uma culinária SENSACIONAL! Para mim foi a melhor de toda viagem.
PASSEIOS: Visita a fazenda de criação de Luwak- O café mais caro do mundo (Kopi Luwak) produzido a partir dos grãos de café ‘refinado’ no trato digestivo de uma espécie de gamba/gato endêmico da Indonésia. Interessantíssimo!
Templos, muitos templos:
*Pura Besakih- Considero o templo mãe de Bali (M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-A-M-E-N-T-E INCRIVEL!!)
*Pura Tirta Empul-Templo da purificação, tem uma nascente de água preservada e sagrada. Fomos no dia seguinte ao Nyepi day e foi mágico, milhares de balineses se purificando e fazendo oferendas para o novo ano.
*Pura Kehen- O mais fascinante de todos para mim.
*Pura Saren Agung- também conhecido como Ubud Water Palace.Fica no centro de Ubud, atrás do Starbucks (que alias é o Star mais fofo e lindo do muuundooooo!!! pensa numa apaixonada ❤ )
*Mercado de Ubud- A essência do que é realmente uma vida balinesa. Aquela mistura doida de comida, roupa, deuses, e tudo mais o que você puder imaginar.
*Rice Terrace- Ou terraço de plantação de arroz. Lembra que disse que Ubud ficava no interior da ilha??..pois é, é lá também que se concentra a população rural. Fomos em vários, no centro de Ubud tem um rodeado por restaurante, lojas, templos e hotéis. Todos são Impressionante e belíssimo também.
*Monkey Forest, ou Floresta dos macacos-santuário gigantesco habitado por milhares de macacos livres e bagunceiros. É um ponto importante na cultura balinesa, dentro da floresta existe 3 templos (Templo Pura Dalem Agung, o mais proeminente deles, localizado na porção sudoeste da floresta, outro templo, chamado de Pura Prajapati era o templo onde funerais e cremações eram realizados, já o terceiro templo Holy Bathing Temple tem a forma de três mandalas, a Utama área para os bons de espírito, a Madia Mandala apenas para discipulos das divindades, onde é localizada a piscina sagrada e a Nista Mandala um lugar especial para banhos de seres humanos.) e um cemitério onde de 5 em 5 anos é feita um grande ritual de cremação de todos os mortos da ilha. IMPRESSIONATE!.

Pura Kehen. Meu favorito <3

Pura Kehen. Meu favorito ❤

Pura Besakih- O templo mãe com o monte Agung ao fundo

Pura Besakih- O templo mãe com o monte Agung ao fundo

Mercadão de Ubud e suas cores infinitas.

Mercadão de Ubud e suas cores infinitas.

Bintang CLÁSSICAAA!!! A cerveja mais exclusiva do mundo, você só encontra lá, não pode deixar de tomar.

Bintang CLÁSSICAAA!!! A cerveja mais exclusiva do mundo, você só encontra lá, não pode deixar de tomar.

Ogoh Ogoh

Ogoh Ogoh

balihoneymoon-42

Macaco na Monkey Forest

Macaco na Monkey Forest

Mozão interagindo com os “locais” rsrsr

balihoneymoon-44

balihoneymoon-43

balihoneymoon-45

balihoneymoon-46

balihoneymoon-52

balihoneymoon-48

balihoneymoon-49

balihoneymoon-50

balihoneymoon-54

balihoneymoon-55

balihoneymoon-60

Entrada do Pura Besakih- Templo mãe.

Entrada do Pura Besakih- Templo mãe.

O magnifico e colorido-Pura Besakih

O magnifico e colorido-Pura Besakih

balihoneymoon-57

balihoneymoon-61

Pura Saren Agung

Pura Saren Agung

Captura de Tela 2015-04-30 às 20.44.32

Eu e os Macacos- MONKEY FOREST

Eu e os Macacos- MONKEY FOREST

Meditação e silêncio no Nyepi Day

Meditação e silêncio no Nyepi Day

Os belissímos campos de arroz

Os belissímos campos de arroz

baliluademel-4

baliluademel-5

Desfile no dia anterior ao Nyepi day junto com os Ogoh Ogoh em Ubud

Desfile no dia anterior ao Nyepi day junto com os Ogoh Ogoh em Ubud

balihoneymoon-51

Ufa! fora isso alugamos uma moto (óóia lá nóis outra vez) e nos aventuramos e muiiito por Ubud, foi mágico! ❤ Gratidão Bali!

Degustaçāo de Kopi Luwak e Chás Exóticos

Degustaçāo de Kopi Luwak e Chás Exóticos

baliluademelphotoscel-45

Pura Kehen

Pura Kehen

baliluademelphotoscel-28

Nós e a motinha--Agora em Ubud- Parte 4 rsrsr

Nós e a motinha–Agora em Ubud- Parte 4 rsrsr

baliluademelphotoscel-26

baliluademelphotoscel-27

baliluademelphotoscel-23

baliluademelphotoscel-24

baliluademelphotoscel-20

baliluademelphotoscel-21

baliluademelphotoscel-22

baliluademelphotoscel-15

baliluademelphotoscel-13

baliluademelphotoscel-14

baliluademelphotoscel-17

baliluademelphotoscel-16

baliluademelphotoscel-18

baliluademelphotoscel-19

Gostamos tanto dos terraços de arroz que voltamos várias vezes <3 Lugar incrivelmente lindo

Gostamos tanto dos terraços de arroz que voltamos várias vezes ❤ Lugar incrivelmente lindo

Beijos Balineses

Olivia

Standard