Nota de Esclarecimento, Viagens

Nota de Esclarecimento

É uma notinha de esclarecimento pela ausência. Não se assuste. Nada sério a declarar. Só queria dizer que eu fiz uma viagem incrível e voltei flutuando tão alto que ainda não alcancei o chão, mas assim que isso acontecer o blog voltará com gás total. Vou fazer um post imensoooo sobre minha viagem que foi surreal, para quem gosta de aventura vai adorar. Enquanto isso tem entrado alguns posts que já estavam programados e looks antigos. Então sem pressa viu amores, afial de contas, no Brasil o ano só começa depois do acrnavel rsrsrsr

1

Beijos Ensolarados

Olivia

Advertisements
Standard
Viagens

Curaçao

. Eu já perdi as contas de quantas vezes eu estive no Caribe. Curaçao, San Andres, Bonaire, Los Roques, Isla Margarita, Trinidade Tobago e muitas outras ilhas já tenho carimbado em meu passaporte. Em partes (acho que a maior parte rsrsrs) porque é um lugar incrível para a pratica de mergulho e também porque eu amo essa parte do mundo. Curiosidade: eu sou mergulhadora desde 2004, apesar de ter nascido longe do mar sempre fui apaixonada por ele e quando morei na Austrália, meu primeiro salário (2 meses de trabalho na verdade) foi para fazer meu curso e desde então não parei de praticar esse esporte lindo!
Atendendo a diversos pedidos de pessoas que querem ver mais post de minhas viagens aqui, resolvi começar por Curaçao, principalmente porque agora temos aqui em Boa Vista um voo direto para Curaçao que é excelente, em 4 horas você já está nas Antilhas Holandesas cercado de beleza sem fim. Eu estive em Curaçao a primeira vez em 2008 e foi uma viagem para mergulhar. Nesse tipo de viagem como o foco é mergulhar, na maior parte do tempo ficamos embaixo d´água e a parte “turística” fica para as horas vagas ou pro último dia (quando não podemos mais mergulhar). Porém Curaçao tem inúmeras atrações imperdíveis e muita história para contar.

dsc07697

jones-picture

MINI HISTÓRICO SOBRE CURAÇAO
Também conhecida como a “Holanda do Caribe”, a Ilha de Curaçao é considerada a sede oficial das Antilhas Holandesas. Fica no sul do Caribe, há 60 quilômetros da costa da Venezuela. A ilha, cuja capital é a pitoresca e cosmopolita Willesmstad, compreende uma área de 472 quilômetros quadrados. No total são 38 praias e 40 baías que podem ser desfrutadas sob um sol que brilha praticamente o ano inteiro. O holandês é a língua oficial, mas também se pode usar o inglês, espanhol e o “papiamento”, uma mistura de holandês, espanhol, português e inglês. Além disso, a ilha é composta por uma mistura de povos diferentes – com raízes judaicas, portuguesas, holandesas e sul-americanas – proporcionando uma rica diversidade cultural.
A metade dos 150 mil habitantes concentra-se na capital Willemstad que é cortada ao meio pela baía de Santa Ana, dividindo-a em duas partes: Otrobanda (residencial) e Punda (comercial e turística). É em Willemstad que fica o centro comercial, industrial e bancário. A arquitetura é típica colonial, resultando em uma paisagem com cores vivas. Os moinhos de vento com características holandesas também são uma ótima atração para todos os visitantes.
Os curaçalenhos são uma atração à parte. Simpáticos e ótimos anfitriões, eles são cultos e, acredite, são os que mais aproveitam as belezas e a cultura de sua terra. A alegria dos nativos é de contagiar qualquer um.
O melhor caminho para as compras fica nas ruas De Breedestraat, De Heerenstraat e Maduristraat; são as mais famosas da capital porque possuem farto comércio de eletrônicos, perfumes, roupas e equipamentos de informática. O Florim é a moeda oficial de Curaçao e vale cerca de 1,75 em relação ao dólar, que também é aceito em todas as lojas e restaurantes.
É claro que uma viagem não é completa se não experimentar os pratos típicos. As melhores pedidas são Jambo, espécie de feijoada de quiabo; Chiki, cabrito ao molho acompanhado com arroz, lentilha, quiabo e banana frita; Sopito, peixe com creme de coco; Karni Stoba, carne ensopada. E não se esqueça das sobremesas: Quesilho, pudim de caramelo; e Casjupete, um tipo de bolo preto.
A bebida também não deixa nada a desejar. Experimentar o Fruit Punch, uma mistura de suco de abacaxi e suco de laranja com Grenadine não alcoólico; e a famosa Piña Colada é obrigatório. Tem ainda a famosa cerveja holandesa fermentada em Curaçao.

dsc07452

dsc07363

dsc07499

PASSAGEM AÉREA
Em Julho desse ano a cia. aerea Insel Air anunciou um novo voo saindo de Boa vista direto a Curaçao. Com capacidade para até 80 passageiros, os vovoe partem 3 vezes por semana, fazendo uma escala na Guiana e depois partindo para Curaçao. Digo que esse voo foi um presente para o povo de Roraima, uma vez que facilitou muito nosso acesso ao Caribe. Então agora podemos nos esbaldar de Caribe, afinal de Curaçao você pode facilmente pegar voos para qualquer porte do Caribe inclusive pros EUA. Para quem não mora aqui no norte, São Paulo, Rio, Brasilia tem várias opções de voos e as agencias de viagem sempre tem ofertas bacanas para esse destino, as vezes mais barato até do que viajar pelo Brasil, então a dica é para todos.

HOSPEDAGEM
Como eu disse, eu estive em Curaçao em 2008, ou seja 8 anos atrás, e sabemos que muita coisa muda nesse período. Já ouvi gente dizendo que ele está ruim, outras pessoas dizendo que adoraram. Na época me lembro que o Hilton não era o hotel mais bem avaliado, mas como ele tinha um dive center dentro do hotel com serviço de barco e também com a possibilidade de fazer mergulho ilimitado embarcado e de praia foi o hotel que meu grupo escolheu. Eu amei! Foi uma das viagens que fiz mais mergulhos (no total foram uns 35), só perdeu para Honduras que fiz uns 50 mergulhos em 10 dias de viagem rsrsrs. Sobre o hotel em geral eu gostei muito, muito mesmo. O sistema era all-incluided, tinha várias praias privativas, uma piscina linda e um pôr do sol magnifico, vejam pelas fotos. Os quartos eram bons, aquele esquema né, quem vai para esses lugares o último lugar que quer ficar é no quarto, então não precisa ser aquele absurdo de luxo, mas isso é a minha opinião. O bacana é que pesquisando bem você encontrará hotéis de todas as categorias para todos tipos de gostos e luxos.

Vista do meu quarto no hotel

Vista do meu quarto no hotel

dsc07692

Dive Center do Hotel

Dive Center do Hotel

Uma das praias do hotel

Uma das praias do hotel

PONTOS TURÍSTICOS
Como a grande maioria das ilhas do Caribe, as maiores atrações de Curaçao são suas praias, que possuem um mar azul delirante, lindo demais. Mas existem muitas outras coisas para se fazer em Curaçao além de relaxar nas praias. O Centro de Curaçao é dividido em 2 bairros (Punda e Otrobanda), cortados por um canal. A ponte flutuante Queem Emma, somente para pedestres, liga Punda e Otrobanda. Ela se movimenta para a passagem de navios pelo canal, momento em que ela fecha para o público.COMPRAS: O Centro (compreende os bairros de Punda e Otrobanda) é um dos mais charmosos do Caribe, se não for o mais. E para melhorar, ele é recheado de lojas com preços interessantes para compras, principalmente cosméticos. PUNDA: bairro mais charmoso do Centro, aqui ficam os casarões em estilo holandês que são considerados Patrimônio da Humanidade pelo UNESCO, a Loja da Penha (fundada em 1908 – com excelentes preços em perfumaria e cosméticos), a sinagoga mais antiga das Américas – Sinagoga Mikvé Israel-Emanuel, o mercado flutuante, além de muitas lojas, bares e restaurantes.
Não deixe de tirar a tradicional foto-cartão-postal de Curaçao, de Otrabanda em direção a Punda. Otrobanda: localizado do outro lado do canal, em Otrobanda está o complexo do Renaissance (com hotel, shopping e cassino), ao lado fica o Rif Fort (com muitos restaurantes), margeando o canal você encontra um camelódromo e mais para dentro do bairro você encontra o Museu Kurá Hulanda.

A foto que tem que ter..rsrsrrs

A foto que tem que ter..rsrsrrs

dsc07890

Ponte Emma

Ponte Emma

Seaquarium Beach: praia localizada ao sul, cerca de 10 minutos de carro do Centro. Aqui ficam o Curaçao Sea Aquarium, a Dolphin´s Academy (onde você pode nadar com golfinhos) e alguns badalados clubes de praia, como o Mambo Beach. O mais legal desse áquario é que ele conta com um projeto lindo de reabilitação de animais marinhos e suporte para os animais que foram machucados poe humanos (rede de pesca, mal tratos e etc..) eu me apaixonei pelas tartarugas marinhas amputadas, nós pudemos dar de comer ela e entrar em contato junto com os biologos lacias, foi uma experiencia muito bacana principalmente para quem tem crianças. Há! foi lá também que ganhei o beijo mais inusitado da minha vida: de um leão marinho, assustadoramente delicioso rsrsr.

Caverna Hato: localizadas abaixo do nível do mar, as Cavernas de Hato possuem formações rochosas interessantes e piscinas naturais. Um dos luagres que mais gostei. Existem inúmeras histórias de piratas relacionada a essas cavernas, para quem gosta das hitórias dos “Piratas do Caribe” lá é um lugar imperdível.

dsc07515

dsc07496

Eu alimentando as tartarugas amputadas no Centro de reabilitação do aquário.

Eu alimentando as tartarugas amputadas no Centro de reabilitação do aquário.

dsc07422

dsc07460

dsc07462

me-and-the-sea-lion-3

" O BEIJO" hahhaha

” O BEIJO” hahhaha

dsc07294

dsc07333

dsc07318

RESTAURANTE. Comi em diversos lugares no centro, quase todos os dias iramos provar um restô novo, mas o restaurante mais legal sem duvida foi o Perla del Mar, ele tem um pier onde você pode apreciar o mar, navios e por do sol. Lembro que saimos do mergulho da tarde e fomos para lá…foi um almo-janta e por isso acabamos entrando as 16hrs e saindo as 20hrs..ficamos horas comendo e bebendo Fruit Punch e Piña Colada.
E por falar em bebidas você não pode perder o Curaçao Liqueur: você pode visitar a tradicional fábrica do licor Curaçao Blue. A visita inclui a degustação do Blue e dos outros sabores do licor. Curaçao Liqueur.
A noite em Curaçao também é bem animada, lembro que fomos em um bar, restaurante, balada que tinha espetáculo de dança criola.

Galera do mergulho em um dos nosso jantares no centro

Galera do mergulho em um dos nosso jantares no centro

No restô Perla Del Mar

No restô Perla Del Mar

Pôr do Sol no Perla

Pôr do Sol no Perla

Cardápio de drinks #Delicia

Cardápio de drinks #Delicia

COMPRAS
O “Mercado Flutuante” também é parada obrigatória para os consumistas. Localizado no Cais de Sha Capriles, o mercado é composto por vários barcos, cobertos por lonas multicoloridas, onde se pode encontrar frutas, verduras e legumes vindos da Venezuela, além de roupas e utensílios em geral. No centro em Punda e Otrabanda tem dutyfree maravilhosos, principalmente para quem gosta de cosméticos, perfumes e etc. Vale a pena o preço, pelo menos na época que eu fui os preços eram incríveis.

CURIOSIDADE
1. Um monumento histórico que não deve passar despercebido pelos visitantes é a Ponte Rainha Wilhemina. Maior de todas, a Wilhemina é uma ponte tipicamente holandesa que une o setor comercial de Punda com a velha área residencial. Wilhemina conta ainda com a companhia de mais duas rainhas. São as pontes Rainha Emma e a Rainha Juliana. Sendo a mais antiga, Emma (homenagem à avó da rainha-mãe Juliana) é móvel e flutua sobre botes para a passagem de barcos e navios. Foi inteiramente construída em metal e serve como passagem apenas para pedestres. Desde 1888 ela une Punda e Otrabanda. É a maior ponte móvel do mundo. Rainha Juliana, entretanto, é fixa e mede mais de 60 metros da água. Sua construção durou 14 anos e é mais recente; possui quatro vias de tráfego expresso, numa arquitetura moderna e funcional.

Eu e tartaruga em um dos mergulhos em mar aberto que fizemos. A vida marinha no Caribe é riquíssima.

Eu e tartaruga em um dos mergulhos em mar aberto que fizemos. A vida marinha no Caribe é riquíssima.

Dive Girls

Dive Girls

O grupo todo em um dos mergulhos embarcados

O grupo todo em um dos mergulhos embarcados

dsc07777

1227989684

fotosub-2

dsc07886

Mais um pôr do sol incrivel

Mais um pôr do sol incrivel

dsc07818

Eai, malas prontas para Curaçao? Partiu?

Beijos viajantes

Olivia

Standard
Pensamentos soltos, Refletindo, Semente, Ser Sustentável, Viagens

Um mundo de Pinóquios

Para que servem as viagens senão para refletir sobre como nos posicionamos no mundo,como nos vemos no mundo, para nos livrar das opiniões que estão presas, para mudar o foco, não é mesmo?!!? Se você viajou e voltou igual, favor retornar para a viagem e só regresse quando mudar, para não ser uma perda de tempo. Não sabe como fazer? Leia aqui uma sugestão. Mas mude o foco. Viaje para se tornar mais e melhor. Obrigada. De Nada!.

Hoje quero falar de Pinóquio! Lembram dele? Comecei essa reflexão no instagram, mas queria estender ele um pouquinho mais aqui. Ícone presente na infância de 9 entre 10 crianças da minha geração (e de muitas outras também), Pinóquio me encanta.
Quase todo mundo considera o Pinóquio um péssimo exemplo, Pinóquios é sempre exemplo do que NÃO FAZER, do que NÃO ser. MAS EU SEMPRE TIVE UMA OPINIÃO DIFERENTE, desde criança eu amava Pinóquio, minha mãe dizia que ele era um exemplo do que não ser, mas eu não via assim. Guardei meu ponto de vista, mas hoje, adulta já não preciso sentir medo de me expressar, de ter uma opinião diferente. Num mar de heróis infantis, Pinóquio era um dos únicos personagens que parecia real, que era guerreiro, sonhador, lutador e HUMANO! Sim! ele é um herói infantil humanizado…que erra, mente, sofre, mas se redimi para tornar-se gente! Capitaram a mensagem? Eu acredito desde muito nova que nós aprendemos com a soma de erros e uma mente aberta para mudar, se redimir e sermos melhores! E Pinóquio é tudo isso. O ser humano é tudo isso. Ninguém nasce pronto, ninguém nasce Mulher Maravilha nem Super HOmem, mas todo mundo nasce Pinóquino. NÃO EXISTE NINGUÉM PERFEITO E PONTO FINAL. Por um mundo com mais “Pinocchios”. ❤

lisboa2016-86

Beijos Encantados

Olivia

Standard
Viagens

Costa Amalfitana

Viajar pela Costa Amalfitana no litoral da Campânia na Itália era um sonho. Um sonho daqueles que a gente guarda no cantinho mais quentinho do coração, então não há palavras para expressar minha gratidão a Deus por me possibilitar realizá-lo, ainda mais na companhia da minha companheira de viagem (a melhor!) e do meu amor. Não vou fazer disso aqui um guia dos imperdíveis na Costa Amalfitana, porque ela toda em si é imperdível. Vou me ater a dizer o que fiz, como fiz, onde fiquei, onde fui e os restaurante favoritos.

<img src="https://viagensoliviafigueiredo.files.wordpress.com/2016/07/costaamalfitana2016-5.jpg&quot; alt="O espirito da Costa Amalfitana O espirito da Costa Amalfitana ❤

lisboa2016-34

lisboa2016-36

CostaAmalfitana2016-6

A COSTA AMALFITANA ou Costa Amalfi é um trecho de 60 km do litoral da Campânia, entre as cidades de Sorrento e Salerno cheio de charme, curvas e aventura, pois a estrada é estreita, estreitíssima, mas creio que é isso que faz dela um lugar único. Meu roteiro começou em Roma. Voamos de Lisboa para lá (como vocês sabem estava em Portugal para o casamento do me irmão), no aeroporto já alugamos um carro, tem que ter carteira internacional de habilitação, e rumamos para a costa. Nossa primeira parada foi em Conca Del Marini, cidadezinha entre Furore e Amalfi. Escolhi montar base em Conca (essa vila fica a 4km de Amalfi e a 15km de POsitano, tudo muito perto) porque me apaixonei pelo hotel que era rodeado de plantação de limão siciliano e tinha uma vista incrível da costa, além de ter lugar para estacionar (coisa raríssima nos hotéis da costa), então a primeira dica é: se você irá de carro certifique-se que seu hotel tem estacionamento, porque NÃO EXISTE estacionamento na rua (só morador pode estacionar na rua na maioria das cidades, inclusive as principais como Positano, Amalfi, Sorrento na maioria das cidades e os estacionamentos públicos vivem lotados, então a segunda dica é: chegue cedo nas cidades que irá visitar.
AMALFI
No primeiro dia visitamos Amalfi, que é a principal cidade da costa. Um lugar charmosíssimo. Tem uma praia minuscula de pedras que necessita pagar para entrar(a maioria das praias na Costa são assim: pagaas!) Além da praia visitamos a praça central com sua igreja belíssima e terminamos a tarde com chá e sorvete em frente a praia. Perfeito!

lisboa2016-46

CostaAmalfitana2016-10

CostaAmalfitana2016-15

CostaAmalfitana2016-11

CostaAmalfitana2016-16

lisboa2016-44

CostaAmalfitana2016-12

RAVELLO
Nossa segunda parada foi Ravello, é a cidade mais alta da costa, para chegar lá o trecho é sinuoso, são apenas 7km de AMalfi até Ravello, mas não existe condição de fazer em menos de 30 minutos, são curvas fechadíssimas e só passa um carro de cada vez, mas vale a pena! Foi a cidade mais charmosa, uma bela surpresa para mi, me apaixonei perdidamente. Em Ravello nos perdemos pelo centro histórico cheio de lojinhas de cerâmica, uma mais bela que a outra, ouvimos musica na rua (estava começando o festival de música em Ravello, uma delicia, por onde andávamos havia bandas tocando, música rolando, uma vibe incrivel. Amei Além disso visitamos os belos jardins da Villa Cimbrone Gardens e a vista deslubrante da Villa Ruffolo, recomendo ambas. Para fechar o dia, tivemos um almo-janta no final de tarde no Ristorante Belvedere, comida sensacional! Recomendo ao extremo, não pode perder…além de boa comida, a beleza do lugar, a vista são estonteantes pois o mesmo fica dentro do Belmond Hotel Caruso que também é belíssimo, quando eu voltar a costa quero passar uns 2 dias hospedada nesse hotel rsrsrs.

CostaAmalfitana2016-9

CostaAmalfitana2016-7

lisboa2016-42

lisboa2016-38

lisboa2016-43

lisboa2016-41

lisboa2016-37

lisboa2016-82

POSITANO
No terceiro dia partimos para Positano, a cidade que eu mais queria conhecer e foi mágico! Tudo em Positano é poesia, cor e beleza. Foi dia de ir a praia, mas também dia de explorar sua curvas e ladeiras e de comer bem. Foi inexplicável. Andamos por tudo, principalmente suas vielas, coisa que mais gosto em viagem é me perder caminhos e encontrar as belezas, o ritmo, a atmosfera do local. Para almoçar escolhemos o restaurante San Pietro, indescritível, também fica dentro de um hotel, um dos mais luxuosos de Positano, TEM QUE IR.

lisboa2016-53

lisboa2016-57

CostaAmalfitana2016-17

lisboa2016-45

lisboa2016-49

lisboa2016-50

lisboa2016-55

PRAIANO, SORRENTO E NÁPOLES
Quarto dia pela manhã fomos conhecer Praiano e depois iniciamos nosso retorno e conhecer Praiano, Sorrento e Napoli. Todas valem a pena, mas se eu voltasse no tempo teria escolhido conhecer elas primeiro, principalmente Nápoles, porque depois de Amalfi, Ravello, Positano, Furore, Praiano essas duas cidades podem parecer menos atrativas. Em Napoli não deixe de comer uma autentica pizza napolitana, foi lá que nasceu a pizza e é eleita por muitos a melhor do mundo. Toda esquina tem uma pizzaria, mas se for para selecionar uma fique com a L’Antica Pizzeria Da Michelle. Além de ser famosa pelo filme “Comer, rezar e amar”, a pizza é a querida dos locais também desde 1870..siiim! é uma pizzaria anciã rsrsrs…

lisboa2016-58

lisboa2016-39

CostaAmalfitana2016-19

CostaAmalfitana2016-6

lisboa2016-46

lisboa2016-59

lisboa2016-80

lisboa2016-54

CAPRI
De Nápoles seguimos para, o que na minha opinião, foi o ponto alto da viagem, a ilha de Capri. De Nápoles até a ilha são apenas 40 minutos de barco(os rápidos), mas acabamos por optar pelo barco lento, que leva em torno de 1h20m pois o mar estava revolto e os barcos rápidos não saem quando o mar está nessas condições. O carro deixamos em um estacionamento perto do porto (o porto só tem estacionamento público, não pode deixar overnight) e seguimos para a ilha mais charmosa de toda costa Italiana. Capri é elegante, virtuosa, única e luxuosa. Tudo lá exala beleza e bem viver. Me apaixonei! Foram 3 dias deliciosos aproveitando cada segundo de lá. Todos os programas lá são imperdíveis, depois das 16hrs a ilha fica muito mais agradavél pois a massa de turistas que chega todos os dias para passar apenas o dia, retorna ao continente. então segue a lista das coisas que eu fiz: Visitar o Jardim de Augusto, a via Krupp; A Piazzeta de Capri; Marina Grande; Marina Piccola (do outro lado da ilha);, Subir de teleférico (é aqueles de banquinhos) do Monte Solaro (que na verdade fica em AnaCapri cidadezinha mais acima do nivel do mar que é super chamosa); AnaCapri e seu centro histórico; Punta Carena e o farol(para ver um pôr do sol incrível); e finalmente o “must do” da ilha que é alugar um barco com barqueiro particular para te levar ao redor da ilha e conhecer as belezas do mar como a GRUTA AZUL, passar pelo Faraglioni (3 rochedos no meu do mar e que são o cartão postal da ilha) e se banhar no mar de Tirreno com suas águas cristalinas e infinitamente azuis. Restaurantes> DA PAOLINO (comida fantástica e ambiente lindooo…o restaurante é dominado por pés de limão siciliano, é lindo demais! você nem come direito, fica só olhando o teto); LA FONTELINA que tem uma praia particular de pedras, melhor para almoço; IL RICCIO fica perto da Gruta Azul, bem turístico, mas boa comida.
HÁÁÁ!!! 3 COISAS IMPERDIVEIS:

1.SORVETE BUONOCUORE não pode perder esse sorvete, tem que tomar o sorvete Buonocuore que fica bem no centro de Capri. Dá para sentir o cheiro da casquinha (feita na hora) de longe. É surreal de bom. Ela é quentinha e você pode ver sua casquinha sendo preparada…uma experiencia deliciosa. 2.SPRITZ no QUISISANA HOTEL, uma bebida super comum, você vai querer tomar só de ver o quanto as pessoas só tomam isso, e se for no bar do hotel Quisisana, o mais luxuoso da ilha, melhor ainda e vale a pena, Spritz é demais…poderia viver o resto da vida a base de spritz e salada caprese (outra delicia italiana).E por último, mas não menos importante um doce típico de Capri chamado caprilu, então anote: 3. CAPRILU AO LIMONE e seja feliz na ilha mais fantástica no mundo.

lisboa2016-74

lisboa2016-69

lisboa2016-60

CostaAmalfitana2016-44

lisboa2016-65

FullSizeRender-4

lisboa2016-79

lisboa2016-66

lisboa2016-76

lisboa2016-75

lisboa2016-83

lisboa2016-77

FullSizeRender-3

FullSizeRender

CostaAmalfitana2016-43

CostaAmalfitana2016-21

CostaAmalfitana2016-35

CostaAmalfitana2016-38

CostaAmalfitana2016-39

CostaAmalfitana2016-20

lisboa2016-62

POMPÉIA
Antes de partimos de Nápoles para Roma, resolvemos parar para conhecer a ruínas da cidade de Pompeia que foi destruída pelo vulcão Vesúvio no ano 79dc, mas que só foi descoberta em 1794 por acaso, pegamos o carro e dirigimos apenas 22km e já estávamos lá e como teríamos tempo então resolvemos conhecer. Confesso que as ruínas não me agradaram tantoooo assim, acho que eu tinha uma expectativa muito grande, li muitos posts em sites dizendo que lá era incrível, que você veria as pessoas congeladas no momento que morreram, mas na verdade as “pessoas”, objetos e animais petrificados estão todas amontoadas dentro de um galpão com grade e não nos locais onde foram encontradas, as ruínas são bastante espalhadas; você vai levar umas três horas para ver o essencial. Nos ficamos por lá umas 2h30m e partimos porque já estava tudo meio repetitivo. Pompeia na minha opinião é um lugar que você necessita usar muiiiiito a imaginação para conseguir “visualizar” a civilização que existia ai. Vale a pena se você gostar muito de história, tiver uma imaginação fértil, força nas pernas para andar muito debaixo de sol (que foi o nosso caso) ou chuva (se você for no inverno)e para dizer que conheceu. Então vai de cada um.

CostaAmalfitana2016-45

lisboa2016-84

ROMA
Nossa última parada: Roma dispensa apresentações. Um verdadeiro tesouro na terra, a cada esquina encontramos jóias preciosas em forma de prédios, monumentos tudo recheado de muito simbolismo e História. Já conhecia Roma, estive lá em 2006, então procurei conhecer lugares novos, mas visitei também os antigos (e mega turísticos) porque meu esposo não conhecia. Dos lugares que não conhecia o que mais me encantou foi sem duvida o museu do Vaticano,não conheci na primeira vez porque o museu é um programa fullday, porque o museu é imensooooo e as filas também. Então ao se programar lembre-se de separar um dia inteiro apenas para o museu e vale ir com calma, visitar todas as galerias, existem obras magnificas no museu e que não se pode morrer sem ver. Outra grande emoção foi na Basílica de São Pedro, quando a visitei em 2006 fiquei estasiada, eu não conseguia ir embora, lembro de perder a fome e passar mais de 5 horas lá dentro e achei que não sentiria isso dessa vez, mas foi igual ou talvez mais emocionante! Muito legal voltar a um lugar que você

lisboa2016-88

lisboa2016-87

lisboa2016-85

CostaAmalfitana2016-36

CostaAmalfitana2016-46

CostaAmalfitana2016-47

CostaAmalfitana2016-50

CostaAmalfitana2016-52

CostaAmalfitana2016-56

CostaAmalfitana2016-71

CostaAmalfitana2016-60

CostaAmalfitana2016-58

lisboa2016-51

lisboa2016-89

FullSizeRender-2

CostaAmalfitana2016-59

lisboa2016-86

Lista de Hotéis:
Conca del Marini-Costa Amalfitana: Locanda Degli Agrumi
Capri: San Felice (amei!! Pertence ao mesmo grupo que é dono do Quisiana, me surpreendi, muito bom, os quartos são parecidos)
Roma: Eurostar Roma Aeterna, um pouco longe do centro, mas tem estacionamento próprio e os quartos são confortáveis e um café da manhã divino.

Beijos Perfumados

Olivia

Standard
Pensamentos soltos, Ser Sustentável, Viagens

A minha Mochila e Eu: Viajantes

Escrevi esse texto e postei no meu instagram. Quero deixar ele aqui também

Ser turista é bacana, mas ser viajante é transcender. Turista se alegra. Viajante se deleita. Turista vê. Viajante Participa. Turista visita os pontos turísticos. Viajante visita a alma do lugar. Turista fala com o guia. Viajante fala com as pessoas locais. Turista aprende a história dos monumentos. Viajante aprende a histórias das pessoas. Turista come nos restaurantes premiados. Viajante come no mercadão popular. Turista é tudo igual. Viajante é único. Turista vai e volta diferente. Viajante volta transformado… A minha mochila é mais do que uma mochila, ela representa uma transformação imensa no meu ser. A mais de 10 anos atrás ela me mostrou um outro lado, me tirou do status de turista e me elevou ao status de mochileira até me transformar em uma viajante apaixonada. O legal é que ela, assim com eu, mudou muito. Nos transformamos juntas. Não costumo dar valor a objetos, mas esse será especial enquanto estiver comigo pois deixou de ser um “objeto” e passou a ser uma contadora de histórias. Conforme os meus pés ganhavam um mundo ela ganhava uma bandeira, um bordado e consequentemente uma história que eu mesma fazia questão de costurar. Costurar cada um dele foi costurar o mundo na minha alma. Ela está comigo desde então, nos momentos viajantes e turistas também (porque as vezes rola ser turista, só as vezes), mas o mais incrível é que ela foi instrumento de transformação. Me transformou em uma VIAJANTE!

eu e amochila

Por favor seja um viajante, não um turista. Experimente novas coisas, conheça novas pessoas, e olhe além do que está a sua frente. Essas são as chaves para entender esse mundo incrível em que vivemos.Andrew Zimmern

FAÇA UM FAVOR A SI MESMO. BUSQUE SER UM VIAJANTE, AO MENOS UMA VEZ. 😉

Beijos Viajantes

Olivia

Standard