AmorAmor, Fotografia, Gravidez & Maternidade

Decoração José leite 1 Ano

A decoração da festinha do meu filho merece um post só dela, não porque fui eu quem fez, mas porque eu quero incentivar e elogiar todas as mães que por não ter condição de ofertar uma festa super não desistem de fazer algo bonito para seus filhos. Não deixe nunca que uma limitação orçamentária seja uma barreira para celebrar a vida ou uma data especial.
Como eu disse eu fiz tudo na decoração do meu filho (exceto os doces que foram da Malu e estavam divinos), não cheguei a gastar nem 500 reais e só aluguei uma mesa redonda que custou 70 reais (os outros moveis eu usei do meu pai e meus que já existiam). Eu me diverti muito, poder escolher tema foi muito bacana, afinal preciso aproveitar enquanto ele ainda não tem noção sobre isso, porque logo menos ele estará escolhendo seus temas de aniversário, mas o mais legal foi ver meu filho participando do processo, entrando no clima e sentindo o momento. Acredito muito nisso, guardo em minhas mais doces lembranças esse momentos, porque quando eu era pequena minha mãe não tinha muito dinheiro, então minhas festas eram todas fabricadas dentro de casa e eu quero que meu filho viva isso também. Então não se sinta frustada por não conseguir fazer uma festa com megaprodução, aproveite a oportunidade para interagir e viver todo o processo com seu filhos, acredite! seu filho não está ligando para se a festa dele é a mais linda e bem produzida do planeta terra, o que ele quer é interação, diversão, você! Como está no texto do @soseducação do post anterior não precisamos de dinheiro para criar encantamento e deslumbre nos nossos filhos, precisamos de presença! Aproveite!

Beijos Festeiros

Olivia

Advertisements
Standard
AmorAmor, Fotografia, Gravidez & Maternidade

Por que você se lembra da festinha simples que seus pais faziam na garagem de casa.

Por que você se lembra da festinha simples que seus pais faziam na garagem de casa, mas seu filho não vai lembra da megaprodução de aniversário que você preparou para ele.
Recentemente, pesquisadores conseguiram encontrar cinco elementos presentes nas memórias positivas que levamos para o resto da vida. O PRIMEIRO elemento é as sensação de encanto ou deslumbramento. São momentos que envolvem emoções como surpresa, alegria e admiração. Contudo, situações de extrema alegria ficam registradas quando há interação com nossos familiares mais próximos. Isso significa que aquela festa de aniversário caprichada, com decoração, personagens e equipe de recreação só vai ficar registrada nas fotos e nas filmagens. Na memória sobrarão os momentos de interação que ele teve com os pais e irmãos. O problema é que, exatamente nesse dia, estamos tão ocupados! Passamos a festa fazendo malabarismo para receber os convidados e tentar segurar o aniversariante para tirar fotos, receber os presentes e nao se sujar antes do “parabéns”. E assim nossas crianças curtem esse dia, mas não levam registros na memória. Por isso, há mais chances de você lembrar da festa simples que seus pais faziam na garagem de casa do que seu filho ter memórias sobre a superprodução que você tanto se esmerou em criar para ele. Com menos pessoas, menos distrações, mais proximidade com os familiares, nossas festas de aniversário nos permitiam ter o PRINCIPAL elemento na criação de memórias positivas relacionadas ao encanto e deslumbramento: interação familiar. Uma dica para que seu filho possa guardar momentos como esse é criar oportunidades para o encantamento antes da chegada dos convidados ou na preparação da festa. Organize o dia para que vocês tenham momentos a sós, em família, para curtir a data tão especial. Vale também para formatura, primeiro dia de aula, início ou final das férias e outros momentos especiais.

Li esse texto no @SOSEDUCAÇÃO hoje e não pude deixar de compartilhar aqui junto com as (super atrasadas) fotos do aniversário do meu filho José Leite que foi dia 02.10.2018. Já tinha um tempo que vinha pensando em escrever sobre esse assunto aqui, mas não encontrava as palavras corretas e gentis para não ofender os pais que optam por fazer das festas de seus filhos uma verdadeira festa de “casamento”, no entanto amei esse respaldo cientifico, pois era exatamente o que eu pensava sem nem saber que existia um estudo para tal.
Quero deixar claro que RESPEITO toda família (inclusive de várias amigas minha) que optam por celebrar as festinhas de CRIANÇAS de formas homéricas, mas peço licença para deixar aqui registrado a minha ENORME ADMIRAÇÃO pelos pais que optam pelo simples, pois apesar da nossa sociedade pregar uma ideia contrária, ser simples é ser INCRÍVEL! em todos os aspectos.
A festinha do José aconteceu na casa do meu pai, exatamente no dia que ele nasceu (caiu numa terça-feira),no horário que ele fica acordado (ele dorme as 19hrs com um limite máximo até as 21hrs) então a festinha começou as 17:30hrs com hora para terminar, APENAS com convidados que ele convive constantemente (sim, ficaram de fora amigos queridos nossos que não convivem tanto assim com José). A decoração foi toda feita por mim (do jeito que a minha mãe fazia para mim) e apesar de termos doces e guloseimas açucarados (e divinos! que merecem um post exclusivo por sinal), eu fiz questão de fazer o bolinho de banana que o José ama (e que ficou na altura que ele pidesse pegar), o purê de maça que ele adora, a janta dele e os salgadinhos sem lactose etc.. (tudo para que ele também pudesse comer, afinal a festa é dele). Essa foi a nossa escolha, a nossa decisão e foi muito lindo! No final ele estava tão feliz, tão empolgado. Tenho certeza que ficou gravado no coração dele. ❤

Beijos Simples

Olivia

Standard
AmorAmor, Gravidez & Maternidade, Poesia

Joe Milk

De repente, num instante fugaz, os olhos se abrem, as mãos se entrelaçam e o encontro num abraço cuidadoso acontece.De repente, não importa a hora, as pessoas lá fora, as notícias do mundo, não importa a roupa, nem o que os outros vão pensar.Descendentes de um só Pai, lembramos apenas de um só verbo: amar.De repente um sorriso, o primeiro balbucio, a descoberta dos pés, o engatinhar, a comida preferida, o primeiro banho de mar, os primeiros passos, gargalhar e sorrisos…De repente o encantamento pela vida. VIDA!De repente, nos lembramos da maior dádiva que temos: a vida.De repente, tudo se transforma de novo e da forma mais fugaz chega o primeiro ano. De repente, o grito de alegria!Uma volta completa ao sol. Uauu!O tempo voa mesmo…

1 ano de José. 1 ano de uma jornada fascinante!
Voa, voa meu passarinho! Mamãe quer te ver alto e grande como os céurs e os mares. ❤

Beijos de bolinho de banana (seu doce favorito)

Olivia

Standard
AmorAmor, Gravidez & Maternidade

Dia Mundial da Gestante

Diferente de quase 90% das mães , eu não tenho saudades desse barrigão, alias para ser sincera eu ate me achava bonita sim, mas o preço dessa beleza era muito alto. Não conseguia dormir. Jose ja era um bebe enorme na barriga, ele desde os 6 meses me chutava na costela do lado direito, era uma dor dilacerante. Calcar sapato, cortar unhas, pegar objetos no chão…ESQUECEEE!!
Então minha homenagem não é uma lembrança boa, mas uma celebração da garra e da forca que nos mulheres temos, da beleza e leveza que levamos todos os desafios da vida! Viva a nos, viva as gestantes ❤

Foto Priscila Jeane


 

Beijos Barrigudos

Olivia

Standard
AmorAmor, Gravidez & Maternidade

PARA A MÃE DA MÃE DO MEU FILHO

 

Sei que o dia das mães é só amanhã, mas lembra que nunca consegui esperar até o domingo pra dar o desenho com tinta cola e glitter que sujaria a casa toda né? Esse é meu primeiro dia das mães como mãe, mas por algum motivo parece que é meu primeiro dia das mães como filha … O natural seria eu escrever o texto sobre mim e meu momento. Mas só consegui pensar em você. Quando descobri que seria mãe fui me informar, estudar e até procurar no Google como fazer. Foram 9 meses assim. Não fui perguntar como você criou 2 filhos porque naquela época andávamos soltos, sem cadeirinha no fusca, não se falava em parto humanizado, nem de quarto Montessoriano,se dava chupeta com açúcar, gordura da carne… por aí vai. Você respeitou tudo, quis saber das novidades(foi estudar e se tornou minha doula), porque afinal de contas os tempos mudaram. Mas aí, meu filho nasceu. Em meio aquele caos emocional, a exaustão de um parto e a dor da cirurgia. Eu só queria você! Só entregava meu filho para você! Mesmo ficando com ele entre um choro e outro você me trazia água, remédios, me mandava ir tomar banho… dormir.De uma hora pra outra eu entendi. Levei um susto até, por perceber que você sente tudo isso que eu acabava de sentir por aquele bebê por mim! Como há 33 anos você se sente assim mãe? Você me ama mais que tudo. Você de fato me ama mais que eu te amo. Chego a ficar com um pouco de vergonha por algumas besteiras que já fiz. Sorte a minha que sempre fui uma ótima filha, se não o baque seria maior. Entendi porque até hoje você fala pra eu não ir fundo no mar quando estou mergulhando, NUNCA deixou de orar, mesmo quando sabia que eu sairia para farrear e beber, aceitava meus amigos doidos e insanos para me ter sempre por perto, em casa, mesmo quando íamos no shopping comprar presente para você, saímos apenas com sacolas pra mim. Num piscar de olhos te entendi. Me deu uma mistura de pena com compaixão e acima de tudo gratidão. Não sei se já te falei isso… acho que não. Mas dali pra frente eu fiquei aliviada porque compreendi que eu tenho tudo que preciso para ser uma boa mãe.Tenho tudo guardado na memória e no coração. Vou te imitar como fazia quando pequena colocando seus sapatos de salto e saindo andando pela casa. Meu filho é abençoado por a mãe dele ter a mãe que tem.
|Rafa Brites parafraseada por eu mesma|

Beijos de Amor

Olivia

Standard
AmorAmor, Gravidez & Maternidade, LookDoDia

Consagração do José Leite

Em março aconteceu a consagração do José Leite meu filho. Os cristãos em geral não batizam crianças. Eu não tenho nada contra o batismo de bebes, inclusive eu fui batizada quando era bebe, na época meu pais eram membros da igreja presbiteriana, e eles batizam (ou batizavam) crianças. Existe muita discussão sobre o assunto, mas para mim respeito as duas e gosto muito da ideia de batizar meu filho pequeno, José ate usou um mandrião belíssimo da família, que é uma vestimenta que os bebes usam nos batizados. Me perguntaram então por que eu não batizei meu filho. Não vou entrar em méritos teológicos sobre o assunto, mas basicamente é porque hoje frequentamos uma igreja que só apresenta/consagra crianças e nos obedecemos ao nosso pastor, ponto final.
Mas esse post é para falar sobre o look que usei e compartilhar as fotos do almoço de gratidão que aconteceu depois do culto de consagração la em casa. Porque tem muita gente perguntando no instagram e porque vocês ADORAAAAM mesmo é post de look (rsrsrrss).
Após o culto recebemos amigos íntimos e de fé para um almoço delicioso. Foi um momento precioso. Não foi festa, foi um momento de comunhão intensa, por isso convidamos pouquíssimas pessoas e todas elas ligadas a nossa fere nossa religião para celebrar e honrar as pessoas que Deus tem nos presenteado nessa terra, pessoas que são autoridades espirituais sobre nos e que amamos muito. Foi lindo, intenso porem leve e alegre. Passamos uma tarde deliciosa cantando, rindo, orando com pessoas muito amadas. Gratidão meus amores. Voces são luz e sal na nossa vida.

Meu look foi bem elogiado, e muita gente pensou que era um vestido, mas na verdade era um vestido com saia…..vcs ja viram aqui no site que eu amo fazer essa combinação de usar um vestido antigo e sobrepor uma blusa para ele aparecer ser saia…clique aqui para um exemplo.
Nesse caso eu usei um vestido e sobrepus a saia. Ambos ja apareceram aqui (clique aqui e aqui), mas agora eles estão juntos. Tudo isso para dizer que é preciso olhar com mais audácia para o seu armário, as vezes queremos apenas um roupa diferente, especial, mas nem sempre precisamos comprar uma nova, podemos compor um roupa nova com aquelas que ja temos em vez de comprar. Da próxima vez lembre-se: Compor em vez de comprar!

Vestido usado como blusa: The Vintage Shop| Saia:Red Valentino | sandalia:Schutz| Cinto:Iorane|

Beijos Perfumados

Olivia

Standard
AmorAmor, Nascendo, Semente

Reativar em 3,2,1…

Volteiiii😬 e estou mais e mais do que nunca envolvida no mundo fascinante da maternidade! Então guentaaaa pq vamos falar muiiito disso Ainda 😍. O que aconteceu foi que resolvi fazer 365 de jejum de restrições ao uso das redes sociais finalizando com 90 dias de abstenção total de todas as redes sociais (sem postar, curtir ou visualizar). O OliviaFigueiredo.com.br não entrou no propósito, mas no meio do caminho achei válido desacelerar por aqui tbm.
Não faço jejum para alcançar algo de Deus (apesar de Sua Graça nos encontrar mais nesses momentos) mas sim para EU alcançar Deus! Por isso creio que é o item mais necessário no trabalho, no JOB Cristão (já falei sobre isso aqui no site). Jejum geralmente é de alimento, mas em sua essência tem que ser de algo que verdadeiramente será um sacrifício para nós. E jejum alimentar para mim durante anos de pratica foi se tornando fácil. Em 2017 resolvi que queria ir além e retirar algo que me prendia…e as redes sociais nos prendem muito. Não foi fácil, não fiquei 100% feliz com o meu empenho (principalmente em relação ao uso do WhatsApp) mas estou no caminho, e no final estou muito grata, pq de tudo o que eu pedi, no fundo o que eu mais queria era Deus! Estava com saudades de PApai, de ficar em seu colo, de aprender com Ele, de ouvir Sua voz….e Ele foi além, muiiiito além do que eu podia imaginar! Me deu PRESENÇA, me deu SIGNIFICADO e me deu uma MISSÃO como mãe e usou meu filho para me mostrar coisas grandiosas que Ele tem reservado para nós! Gratidão Pai! Gratidão pela capacitação, pelo chamado, pela herança, POR UM FILHO DESENHADO NO CÉU (José nem fala e já ganhou um monte de gente pra Cristo). Gratidão por cada mãezinha que o Senhor tem me enviado para cuidar, gratidão por me usar como instrumento pra sua Glória! Gratidão por me ensinar a ser uma mãe segundo o seu coração!! Te amo💙

Beijos ensolarados, perfumados e saudosos

Olivia

Standard