Gravidez & Maternidade

Biblioteca da Mamãe

Atendendo a pedidos de muitas mamães que converso nas redes sociais, resolvi fazer esse post sobre os livros que tenho lido na gestação. Ja havia pensado em fazer esse post, mas queria deixar para publicar depois de passar pela experiência com o José , mas como muita gente tem pedido já vou publicar agora, quem sabe no futuro role outro post contando como foi a aplicação deles na criação e cuidados com o José.
Existem muito livros, muitas técnicas milagrosas de criação de filhos, muitas indicações, mas vou me ater a indicar somente os que eu li e que gostei. Lembrando que antes mesmo de engravidar em já acredita na primícias de que filho não precisa de receita de bolo, filho necessita de empatia. Já desde pequeno ele é único e nenhum outro bebê será como ele (assim como você não será como nenhuma outra mãe). E eu já vejo isso como um presente e não um fardo caso meu filho não venha a se adequar aos parâmetros e resultados dos livros ou aos parâmetros de outras crianças na mesma idade dele. No entanto todos esses livros valem a leitura SIM! Principalmente porque conhecimento nunca é demais e porque é bom ter alternativas e ler experiências de outras mulheres para lidar com seu pequeno e singular ser humaninho. Nem tudo que serve perfeitamente para alguém, servira para outros, por isso os livros abaixo tem fã e tem odiadores. Eu por exemplo amei 2 livros que são em si super controversos em suas “metodologias” de criação, mas e qual é o problema disso?? É sempre bom saber tudo e escolher o que foi melhor para você e sua família, não é mesmo?? Conhecimento gera poder, poder gera opção de escolha e mais maturidade, tranquilidade e responsabilidade ao escolher .

Comprei o livro “Crianças francesas não fazem manha” e ameiii ❤ . Agora ela lançou esse livro que é um resumão do primeiro com algumas coisas novas. Eu indico ambos de olhos fechados, são muito legais e pode tirar varias duvidas e ainda te introduzir em uma outra cultura de criação de filhos de fascinam o mundo, os franceses. Eu amei e já presentei varias mamães com esse e com o outro livro.

Comprei e li esse livro em 2013 e ameiiii. Na época nem era casada, mas me apaixonei! Dei de presente para várias amigas gravidinhas. ❤

A Shantala é uma massagem milenar indiana, sem registro de quando surgiu exatamente em Kerala no Sul da Índia. Foi descoberta quando o médico francês Frédérick Leboyer, de passagem pela Índia, se deparou com a cena de uma mulher num calçada pública massageando seu bebê. Seu nome era Shantala, ela era paraplégica e estava numa associação de caridade em Pilkhana, Calcutá.
O ambiente que Leboyer percorrera até então era completamente hostil, mas a cena da massagem fez com que a beleza e harmonia dos movimentos de Shantala transformasse tudo a sua volta.
Leboyer pediu para fotografá-la e filmá-la. Ela, admirada pelo interesse em uma prática tão simples e corriqueira, aceitou. Durante dias ele acompanhou a massagem de Shantala em seu bebê, captando atentamente cada movimento. Leboyer fez o possível para que as fotografias exprimissem a profundidade e o amor envolvidos. Em homenagem a essa mãe, o nome da técnica de massagem em bebês chama-se Shantala. Na índia, essa prática não tem um nome específico, pois trata-se de uma atividade que faz parte da rotina de cuidados com o bebê.
Graças à “descoberta” de Leboyer, e ao seu livro: SHANTALA, massagem para bebês: uma arte tradicional, Shantala vem sendo cada vez mais popular em todo o mundo e cresce a cada dia o número de pesquisas científicas que objetivam comprovar seus benefícios.
Mas há um aspecto que transpõe as pesquisas científicas e suas comprovações: A relação Mãe-Filho/Pai-Filho. Foi esse encantamento, a relação, interação e vinculação que encantou Leboyer e que no Ocidente vem a ser uma forma dos pais apronfudarem o vínculo afetivo com seus bebês.
Shantala traduz um momento especial oferecendo a oportunidade dos pais terem um contato mais prolongado com o bebê. O toque carinhoso é a melhor forma dos pais se aproximarem do bebê após um dia de trabalho, transmitindo amor e carinho através das mãos. Esse contato ajudará muito os pais a conhecerem o corpo do seu bebê e como se comunicam, isso é muito importante e ajudará em muito nos dias difíceis da criança (Denise Gurgel, 2009). Fonte de pesquisa: WIKIPEDIA

Para quem quer começar a praticar e para quem já praticava como eu. Super simples, completo e explicativo.

Obra bem escrita da psicologa Elizabeth traz uma luz de como resgatar a natureza infantil e criar filhos fortes, criativos e acima de tudo um cidadão equilibrado. VALE MUITOOO A PENA!!

Um livros os livros mais polêmicos e muito rebatido na internet por seu método rígido de estabelecer rotina e disciplina, entrou no hall dos meus favoritos junto com o livro a seguir “A Maternidade”. Eles são antagônicos em todos os sentidos e creio que foi em parte por isso que ambos me fascinaram. VALE A COMPRA MESMOOOO! Só não vale querer encaixar seu filho nos parâmetros dela e nem da Laura. Use com sabedoria e parcimônia sem entrar em neurose.

Pensei 300 milhões de vezes antes de postar esse livro pois definitivamente ele não é um livro para qualquer mãe ler. Ele é forte e vai atingir a obscuridade de sua alma. No meu caso, colocar minha sombra na luz trouxe um clareamento de sentido materno imenso, me encontrei, descobri que já era mãe muito mesmo antes de ser, mas sempre ouvi que só sendo mãe para saber. Que bom que pude ter o privilegio de me tornar mãe para experimentar toda a verdade que já habitavam em mim, e agora sem precisar ouvir fatídica frase: você não é mãe por isso não entende.

Os livros abaixo são da minha mãe que também é minha doula e me fascinaram bastante.

Técnica mexicana para auxilar no antes e durante o parto. Na utilização de um pano é possível aliviar vários desconforto do parto.

Um dos livros mais bacanas sobre comunicação com bebes. Me abriu a mente para os desafios da fala, desenvolvimento cognitivo e como tudo isso influencia no temperamento do seu filho até que ele comece a falar.

Manual bacana para quem gosta de estimulação de bebes. Lindo!

Li esse livro para entender mais sobre o períneo, o “melhor amigo” do parto. rsrsrrs

Outro ponto importante, eu além dos livros, estou indicando 2 dvds e 2 videos no youtube sobre parto, assisti milhares de videos, mas esses 4 foram cruciais em meu aprendizado. Se quiserem saber quais os livros que eu li sobre parto comentem aqui ou me mandem mensagem que eu faço um novo post, porque são muitos. Eu acredito muito na ideia de um parto humanizado, mas nessa minha caminhada sobre o conhecimento do parto eu descobri que PARTO HUMANIZADO é acima de tudo respeitar a vontade da mulher, desde que essa mulher tenha liberdade de escolha com conhecimento. Se a mulher tem consciência de todos os agravantes de um parto cirúrgico  e mesmo assim desejar ter um parto cesária é direito dela, ponto final. Violência é a falta de informação, é a denominação do parto natural e a imposição de terceiros na escolha da mulher na forma como parir. Uma mulher que deseja ter uma parto cesária apesar de todas as implicações e é obrigada ou induzida a ter um parto normal é tão violentada quanto uma mulher que deseja parto normal ou natural e é induzida a uma cesária.

Revelador, explicativo, cativante. Daqueles documentários que toda uma sociedade deveria ver, desde criança. Sem palavras para dizer sobre ele. ❤ TEM QUE VER!!!

Tenho muito orgulho de ter participado do patrocínio coletivo desse documentário. Ele é um trabalho lindo que merece sempre ser divulgado, emociante. Para quem deseja ter um parto domiciliar esse filme tem que entrar na lista do “must see”.

E ai gostaram?? Já leram algum deles??
Só mais uma dica: Se você ainda está grávida não deixe para ler quando seu bebê nascer. Leia antes! dai você já “nasce” uma mamãe “sabida” das coisas. Se já é mãe de um pequeno ou pequena corre pra ler, quem sabe aquela angustia dos últimos dias não tenha o começo das soluções nas entrelinhas de uma dessas obras.

Beijos Maternos

Olivia

Advertisements
Standard

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s