Poesia, Refletindo, Semente, Ser Sustentável, Utilidade Pública

Nós e os nossos valores

Será que toda crise, toda podridão, toda crise que nosso pais está vivendo não está apenas refletindo o que nós somos, o que o povo brasileiro é na essência? Ou (para não generalizar também) seria tudo isso o retorno do que a maioria tem sido no seu íntimo? Ruy Barbosa disse no inicio do século 20: “Cada povo tem o governo que merece”.Como tem sido a liderança, o governo, as autoridades dentro de nossas casas?O que estamos vivendo no dia a dia? Eu não gosto muito de publicar textos de outras pessoas/autores (apesar de publicar bastante rsrsr). Mas essa moça tem ganhado o meu coração (e de milhares de pessoas no Brasil). A maternidade aflorou nela uma beleza literária imensurável. E esse texto MERECE ganhar mundão! Sei de muitas pessoas que leem meu blog mas que não tem instagram, então deixo aqui a reflexão que ela fez essa semana no seu perfil do insta, com todo meu respeito e admiração por essa mulher, que tem cara de menina e que acabou de se tornar mãe. Também já aderi a campanha: Lança um livro RAFA BRITES.

Nosso país vem passando por uma grande crise política, uso o gerúndio porque desde que tirei meu título de eleitora e fui conversar com o meu pai sobre, ele já falava da corrupção e provavelmente o meu avô disse que estavam passando por essa crise nos anos 60. Hoje acompanhamos ao vivo, on line, on demand os passos das investigações e como um grande triller de cinema ficamos esperando a hora da captura, (e torcendo contra a soltura) dos nossos vilões. Cenas como a do Garotinho esperneando, do Eike expondo a careca ou o Cerveró sendo linxado no avião fazem nosso coração bater mais forte. Risadas e o famoso BEM FEITO é o que mais ecoa. E se eu falar pra vocês que tenho pena de todos eles? Que choro vendo isso.Já sei, vão se revoltar como meus amigos, meu marido… e dizer pra mim: Pena? Pena eu tenho do coitado na fila do SUS, do professor com salário atrasado ou da família do policial baleado. Não discordo LÓGICO. Mas a minha pena é mais profunda. Vai além da pena circunstancial. É uma pena da alma. A pena pela falta de valores.O pior dos canalhas tem uma família e a ama. Roubam para o luxo.Para o supérfluo que oferecerão acreditando que os fará mais amado e admirado por todos. Ele não tem culpa ao deitar a cabeça no travesseiro. Ele é desprovido dela.Tenho pena deles pela distorção do que é ser feliz. Um barco para amigos, uma jóia para a esposa, uma viagem de primeira classe para os filhos na mente doente deles realmente o fará mais respeitado que levar todos até um bairro carente e mostrar um hospital novinho, moderno e pronto para atender a população e dizer: olha esse é o trabalho do papai, ganho para tornar esses projetos realidade. Tem nobreza maior? Pobre desse ser humano que não tem via de acesso a um sentimento tão sublime que é a compaixão. Me pergunto quem criou esses senhores e senhoras? Não tiveram sucesso ao ensinar o que é honra. A verdade é que nós não passamos de indivíduos carentes a procura do amor dos que nos rodeiam. Eles não são diferentes, mas entenderam tudo errado. Pobres criaturas, como o Criolo os chamou no Cd novo, garotos mimados.
Precisamos fazê-los pagar a pena judicial que eles tentam amenizar. Já a minha pena acho difícil conter. |Rafaella Brites|

Beijos Pensativos

Olivia

Advertisements
Standard

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s