Arte, Inspirações, Poesia, Utilidade Pública

Coisas fofas que te fazem sorrir

Semana passada eu encontrei na net um artigo muiiito, muiito, ultra, mega, super fofo que me fez sorrir. Toda semana procuro encontrar |ou me deixo ser encontrada| algo que me faça sorrir. Digo ser encontrada porque se você não se permitir, não estiver pré disposta, você nunca conseguirá PERCEBER as belezas das coisas, é preciso treino e dedicação diárias, pois as coisas ruins e chatas tendem a consumir nossa mente e dia a dia.
Mas voltando à minha descoberta fofa, achei que valeria muito a pena compartilhar aqui porque sempre fico pensando em formas de explicar palavras do português que não existem em outras línguas e é um sofrimento. Descobrir que não só apenas eu que “sofro” desse desafio foi mágico, ainda mais porque a descoberta veio junto com a solução.

Confira abaixo minha junção das matérias dos sites UpDate Or Die e Razões Para Acreditar sobre o assunto.
Quem quiser conferir o site da ilustradora, clica aqui.

Não é toda palavra estrangeira que conseguimos traduzir, literalmente, para a nossa língua materna, já que sua estrutura afeta nossos processos cognitivos e a maneira como a gente raciocina e articula as ideias. Já pensou em traduzir a palavra “cafuné” para o inglês? Impossível, a não ser que você desenhe o significado da palavra…Assim podemos conhecer palavras em línguas diferentes, que descrevem sentimentos e situações específicas, e que não possuem uma tradução literal.Foi o que fez a artista britânica Maria Tiurina na série chamada “Palavras Intraduzíveis” (Untranslatable Words). São 14 ilustrações de palavras de diferentes idiomas, incluindo a palavra cafuné, que não tem uma tradução literal, a não ser que você desenhe ou faça gestos.

Marija-Tiurina15

Cafuné, do Português brasileiro: O ato de ternura dos dedos correndo pelos cabelos de alguém.

Cafuné, do Português brasileiro: O ato de ternura dos dedos correndo pelos cabelos de alguém.

Duende, do Espanhol: O misterioso poder que uma obra de arte tem e que toca as pessoas profundamente.

Duende, do Espanhol: O misterioso poder que uma obra de arte tem e que toca as pessoas profundamente.

Luftmensch, do Ídiche: Refere-se a alguém que é sonhador. Significa literalmente: pessoa aérea.

Luftmensch, do Ídiche: Refere-se a alguém que é sonhador. Significa literalmente: pessoa aérea.

Gufra, do Árabe: Quantidade de água que você pode segurar nas mãos.

Gufra, do Árabe: Quantidade de água que você pode segurar nas mãos.

Baku-Shan, do Japonês: Uma garota que é bonita desde que você só a veja de costas.

Baku-Shan, do Japonês: Uma garota que é bonita desde que você só a veja de costas.

Schlimazl, do Ídiche: Uma pessoa com azar crônico.

Schlimazl, do Ídiche: Uma pessoa com azar crônico.

L’appel Duvide, do Francês: “A chamada do vazio” seria a tradução literal, mas tem sua melhor descrição seria sobre o instinto de pular do alto de prédios

L’appel Duvide, do Francês: “A chamada do vazio” seria a tradução literal, mas tem sua melhor descrição seria sobre o instinto de pular do alto de prédios

Age-Otori, do Japonês: Quando você fica pior do que estava antes de cortar o cabelo.

Age-Otori, do Japonês: Quando você fica pior do que estava antes de cortar o cabelo.

Torschlusspanik, do Alemão: Medo de que diminua as possibilidades conforme a idade passa.

Torschlusspanik, do Alemão: Medo de que diminua as possibilidades conforme a idade passa.

Tingo, do Pascuense: O ato de pegar os objetos que você gosta do seu amigo, gradualmente, pedindo emprestado.

Tingo, do Pascuense: O ato de pegar os objetos que você gosta do seu amigo, gradualmente, pedindo emprestado.

Tretar, do Sueco: É o segundo refil, ou melhor, a terceira vez que você repete.

Tretar, do Sueco: É o segundo refil, ou melhor, a terceira vez que você repete.

Schadenfreude, do Alemão: Aquela sensação de prazer ao ver a desgraça alheia.

Schadenfreude, do Alemão: Aquela sensação de prazer ao ver a desgraça alheia.

Kyoikumama, do Japonês: Uma mãe que fica em cima do filho para que ele tenha um bom desempenho acadêmico.

Kyoikumama, do Japonês: Uma mãe que fica em cima do filho para que ele tenha um bom desempenho acadêmico.

Palegg, do Norueguês: Qualquer coisa que você pode colocar em uma fatia de pão.

Palegg, do Norueguês: Qualquer coisa que você pode colocar em uma fatia de pão.

Não é demais??!?!? Eu achei. Se você achou também sorria.🙂

Beijos Fofos

Olivia

Standard

One thought on “Coisas fofas que te fazem sorrir

  1. Pingback: Háááá!!! O Amor | OLIVIA FIGUEIREDO

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s