Refletindo

NADA

“Nada: O que é mais prazeroso do que parar de pensar? Interromper, enfim, o fluxo transbordante de ideias mais ou menos úteis ou mais ou menos importantes. Parar de pensar! Como se estivéssemos mortos, mas podendo voltar a viver. Estar vazio. Voltar às supremas origens. Sequer ser alguém que não pensa. Ser nada. É uma nobre ambição.
Edmond Wells
Enciclopédia do saberes relativos e absoluto.”

Fonte: O Império das Formigas- Volume 1 (As Formigas)_Bernard Werber_
Editora Bertrand Brasil, 2008; pág.203

Standard

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s